08/04/2021 às 15h32min - Atualizada em 08/04/2021 às 15h32min

Veja quem tem direito ao Vale-Mercado oferecido pela Prefeitura de PG

Ao todo, 4.250 famílias serão beneficiadas mensalmente

Da assessoria
A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa promoveu nesta quinta-feira (8) uma 'live' com o objetivo de esclarecer o funcionamento do programa 'Retoma PG' e contou com a presença de Bruno Costa, representando a Secretaria de Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA), para informar para a população como funcionará o Vale-Mercado, que disponibilizará um crédito de R$ 150,00 para pessoas em situação de insegurança alimentar causada, principalmente, pelos impactos da pandemia do novo coronavírus. Ao todo, serão 4.250 famílias atendidas por mês.

De acordo a prefeita Elizabeth Schmidt, o Vale-Mercado, do programa 'Retoma PG', disponibilizará um crédito de R$ 150 em vale-compras para aquisição de produtos em unidades do Mercado da Família. Segundo ela, isso será uma forma de complemento às ações já desenvolvidas pela Fundação de Assistência Social (FASPG) e às medidas de auxílio emergencial dispostas pelo Governo Federal. "Os créditos serão disponibilizados por família pelo prazo de quatro meses. Com isso, serão cerca de R$ 2,5 milhões destinados para garantir a segurança alimentar para as famílias que estejam com dificuldades no abastecimento do lar", anuncia a prefeita.

A concessão de auxílio emergencial é destinada para pessoa física economicamente impactada em virtude da pandemia. Os critérios para obtenção do direito foram definidos juntamente com a FASPG. "Nos CRAS atendemos inúmeras famílias e situações variadas de vulnerabilidade social.  Todas são beneficiadas com os programas assistências e passam por avaliação técnica para verificar onde há necessidade. Ter a definição correta dos critérios garante que as pessoas beneficiadas pelo vale-mercado são as que realmente estão em situação precária devido a pandemia", destaca Simone Kaminski, presidente da FASPG.

Quem tem direito 

O secretário Bruno Costa explica que, para ter direito ao benefício, o interessado precisará preencher uma declaração, que ateste que é maior de 18 anos de idade (salvo no caso de mãe adolescente) e que não possui renda fixa. "O auxílio em forma de vale-mercado pode ser utilizado por MEIs sem renda nos últimos 6 meses; por inscritos no Programa Ambulante Legal que realizaram o curso pela Secretaria Municipal de Industria Comercio e Qualificação Profissional (SMICQP); por famílias, trabalhadores informais e autônomos com renda de até R$ 178 per capita; e para desempregados há mais de 6 meses", elucida.

Cadastramento 

Costa comenta que, na próxima semana, será aberto o cadastramento para as pessoas que necessitarem pleitear o Vale-Mercado apenas pela internet, através do site da Prefeitura, com o objetivo de evitar filas e aglomerações, devido a pandemia. "Lembramos que as famílias menos favorecidas que já utilizam do Mercado da Família compram produtos alimentícios e de limpeza até 30% mais baratos do que em mercados convencionais", enfatiza o secretário.

As unidades do Mercado da Família localizam-se no Centro, Parque Nossa Senhora das Graças, Maria Otília e Santa Paula. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira das 9h às 18h.

Retoma PG

O Vale-Mercado faz parte de um pacote de 10 medidas, da Prefeitura Municipal, denominado como Retoma PG, com ações na área econômica e social que visam beneficiar a população mais impactada socialmente pelos efeitos da covid-19, como empresários, microempreendedores individuais, desempregados, trabalhadores informais e ambulantes.

Notícias Relacionadas »