15/04/2021 às 19h51min - Atualizada em 15/04/2021 às 19h51min

​Morre de COVID-19 torcedor que pediu para ouvir jogo do Operário antes de ser intubado

Miranda teria dito: "Se eu for intubado, eu não vou voltar"

Da redação
Foto: Reprodução
O torcedor do Operário Ferroviário Esporte Clube (OFEC), João Osório Miranda, morreu nesta quinta-feira (15), aos 82 anos, em decorrência da COVID-19. Miranda estava internado no Hospital Universitário (HU) de Ponta Grossa há cerca de 15 dias. Ele deixa a esposa, Maria Helena, e seis filhos. 

Miranda se notabilizou por sua paixão pelo Fantasma de Vila Oficinas. Quando a equipe médica do HU se dirigiu, na tarde do dia 31 de março último, para intubá-lo por conta da COVID-19, ouviu um pedido inusitado de Miranda. Ele pediu aos profissionais de saúde que o esperassem terminar de ouvir o jogo do OFEC contra o Rio Branco, ocorrido às 16h do mesmo dia no Estádio Germano Krüger, antes de passar pelo procedimento.

É um socorrista quem narra o caso. Conta ele que chegou ao local e encontrou Miranda ouvindo um rádio a pilha. Segundo o socorrista, os profissionais do hospital estavam esperando, a pedido do próprio paciente, o idoso terminar de ouvir a partida para intubá-lo. “Aquilo me cortou o coração… Ele disse: ‘Se eu for intubado, eu não vou voltar. Eu vou morrer. Deixa eu fazer o que eu sempre gostei: ouvir o jogo do Operário.’ Só de lembrar da cena eu me arrepio”, relata o socorrista, comovido.

O profissional de saúde conta ainda que, para deixar a conversa mais leve, puxou papo com o torcedor e lhe perguntou como o Operário estava jogando. “Uma bosta”, teria dito Miranda. “Se perder para o Rio Branco, vamos ter que mandar todo mundo embora”, completou, para a diversão de todos. Por sorte, ele
 conseguiu ver a vitória do time do coração por 1 x 0 pelo Campeonato Paranaense. 

Miranda foi sepultado no Cemitério São José às 14h30 desta quinta-feira.
 
Notícias Relacionadas »