19/04/2021 às 13h33min - Atualizada em 19/04/2021 às 13h33min

Em PG, homem é esfaqueado pela esposa durante briga que envolveu até as filhas

Mulher afirma ter sido agredida pelo companheiro na discussão

Da redação, com informações da GCM
Foto: Divulgação / GCM
Uma mulher foi detida sob suspeita de violência doméstica e lesão corporal por volta das 22h deste domingo (18), em Ponta Grossa. De acordo com a Guarda Civil Municipal (GCM), uma equipe da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) foi acionada para atender uma situação de violência doméstica, em que a solicitante relatava que uma vizinha estaria sendo agredida e pedindo por socorro. Segundo a testemunha, a mulher estaria até mesmo sofrendo uma tentativa de esfaqueamento e vários populares estariam na rua tentando auxiliar a situação.

Chegando ao local, a equipe se deparou com um cidadão que estava contendo uma mulher na via pública. Nesse instante, os agentes foram informados de que a mulher teria acabado de desferir um golpe de faca no dorso de seu companheiro, que estava sangrando na calçada. O homem foi atendido por equipes do SAMU e encaminhado à Santa Casa de Ponta Grossa. 

O companheiro relatou à equipe que saiu com as filhas e, quando voltou para a casa, teria encontrado a companheira alterada. Os dois se envolveram em uma discussão, quando ela pegou uma faca e tentou atingi-lo, mas sem conseguir. Ele, então, tomou a faca das mãos dela e, para evitar mais discussão, saiu para a frente da residência, onde escutou a companheira brigando com as filhas. Uma das meninas teria gritado: “Mãe, pare, você está me machucando!” Na confusão, o homem teria sido atingido por um golpe de faca com lâmina de 17 centímetros, sentindo uma queimação no local do ferimento e não se lembrando de mais nada em seguida.

Os policiais, então, conversaram com a mulher, que relatou ter sido agredida pelo companheiro durante a discussão, ficando com marcas na cabeça e no braço. Para supostamente se defender, ela teria pego uma faca e desferido um golpe contra ele, atingindo a região do flanco esquerdo do marido. 

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão à acusada e realizado o seu encaminhamento à 13ª Subdivisão Policial. O Conselho Tutelar também foi acionado para que fossem tomadas providências em relação às filhas do casal, de 12 e 14 anos. O homem ficará em observação no hospital por 24 horas. 

Notícias Relacionadas »