19/04/2021 às 18h24min - Atualizada em 19/04/2021 às 18h24min

​Não, o PL do kit covid não visa a "distribuição" de medicamentos em PG; entenda

Aprovado nesta segunda-feira (19), o PL agora segue para análise do Poder Executivo, que pode sancioná-lo ou vetá-lo

Da redação
Foto: Reprodução
O Projeto de Lei (PL) 35 / 2021, que propõe ao setor privado a compra de medicamentos do chamado “kit covid” e permite a médicos do Sistema Único de Saúde (SUS) receitarem a medicação no município de Ponta Grossa, foi aprovado pela Câmara Municipal, com 11 votos a favor e cinco contra, na tarde desta segunda-feira (19). 

No entanto, ao contrário do que se tem afirmado nas redes sociais, o PL não sugere que o município adquira e distribua o kit. De acordo com um dos autores do projeto, o vereador Leandro Bianco (Republicanos), o PL propõe que a iniciativa privada compre os medicamentos e que os médicos do SUS possam receitá-los.

O papel do poder público, segundo Bianco, se restringiria a estruturar essa parceria. “O papel do município seria organizar essa parceria, dar essa opção às pessoas, até para desafogar um pouco as UPAs [Unidades de Pronto Atendimento], desafogar esses centros que estão lotados. A Prefeitura vai apenas organizar o atendimento”, explica. 

Para que essa organização aconteça, o PL sugere a criação de um Centro de Atendimento Imediato, onde os pacientes seriam atendidos por um médico do SUS que teria liberdade para receitar ou não os medicamentos. Segundo o parlamentar, a prescrição dos remédios só poderia ser realizada nos primeiros dias dos sintomas. 

“A gente quer dar essa opção às pessoas que não têm condição de comprar a medicação, que será doada pelo setor privado. O paciente usa o medicamento se ele quiser. O médico vai receitar os remédios se achar que há necessidade. Ele não será obrigado a isso”, observa Bianco. 

De acordo com o parlamentar, a Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa (ACIPG) já está se organizando com a Associação Médica de Ponta Grossa (AMPG) para fornecer apoio ao poder público. 

Votação 

Os vereadores que votaram a favor do PL 35 / 2021 foram: Missionária Adriana (SD); Daniel Milla Fraccaro (PSD); Divonsir Pereira Antunes (PSD); Edelmar Pimentel (PSB); Pastor Ezequiel (Avante); Felipe dos Passos (PSDB); Filipe Chociai (PV); Jairton da Farmácia (DEM); Leandro Bianco (Republicanos); Léo Farmacêutico (PV); e Paulo Balansin (PSD). 

Os parlamentares que votaram contra foram: Geraldo Stocco (PSB); Izaías Salustiano (PSB); Joce Canto (PSC); Josi do Coletivo (PSOL); e Julio Kuller (MDB). Os vereadores Dr. Erick (PSDB) e Dr. Zeca (PSL) não participaram da sessão. Agora o PL segue para análise do Poder Executivo, que pode sancioná-lo ou vetá-lo.

Notícias Relacionadas »