20/04/2021 às 08h22min - Atualizada em 20/04/2021 às 08h22min

Operação da PM prende dez pessoas em PG no espaço de uma hora

Das dez pessoas apreendidas, nove estavam envolvidas com tráfico de drogas

Da redação, com informações da PM
Foto: Divulgação / AEN
Dez pessoas foram detidas sob suspeita de crimes diversos nos bairros de Uvaranas, Colônia Dona Luíza e Neves, em Ponta Grossa, entre as 18h40 e as 19h40 desta segunda-feira (19), dentro da operação ‘Pronta Resposta III’.

18h40 

As duas primeiras detenções ocorreram na rua Arthur Hilgemberg, região de Uvaranas, e na região do Colônia Dona Luíza, por volta das 18h40. Um homem de 36 anos foi preso sob suspeita de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo, e um homem de 32 anos foi detido para cumprimento de mandado judicial pelo crime de homicídio. 

Agentes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) abordaram uma residência que, segundo apurado, servia de ponto de tráfico de entorpecentes. Chegando ao local, os policiais encontraram uma pistola calibre 380, cinco "buchas" de cocaína, uma balança de precisão e dinheiro em notas trocadas. O proprietário da residência, um homem de 36 anos, foi detido e encaminhado à 13ª Subdivisão Policial (SDP), junto ao material apreendido.

No mesmo horário, na região do bairro Colônia Dona Luíza, outra equipe do BOPE abordou um indivíduo que possuía um mandado de prisão em seu desfavor pelo crime de homicídio. O homem, de 32 anos, também foi detido e encaminhado à 13ª SDP.

18h50

Apenas dez minutos mais tarde, outra equipe do BOPE realizava em simultâneo a detenção de cinco pessoas – quatro homens, de 18, 21, 23 e 26 anos, e uma mulher de 22 anos – sob suspeita de tráfico de drogas na rua Coronel Leopoldo Alves Miranda, região do bairro de Uvaranas, por volta das 18h50. 

Os agentes do BOPE abordaram dois indivíduos em via pública em atitude suspeita. Durante revista, foi localizada com um dos abordados uma porção de maconha. Já com o outro, os policiais encontraram uma porção de crack.

Em buscas realizadas na residência de um dos suspeitos, os policiais localizaram ainda tabletes de maconha e dinheiro. O homem indicou também outra residência, onde teriam mais entorpecentes. Os policiais se deslocaram até a casa indicada e encontraram, com o proprietário do local, porções de cocaína e maconha. Em revista na residência, foram encontrados mais tabletes de maconha, dinheiro, celulares, balanças de precisão e bobina plástica.

Uma mulher de 22 anos e quatro homens, de 18, 21, 23, 26 anos, foram detidos e encaminhados à 13ª SDP.

19h40

Cerca de 50 minutos mais tarde, uma quarta equipe do BOPE apreendeu mais três pessoas – um adolescente de 16 anos e dois adultos, de 20 e 25 anos – sob suspeita de tráfico de entorpecentes na rua Lourival de Sá Ribas, região do bairro Neves, por volta das 19h40. 

Em patrulhamento na região, os agentes abordaram o adolescente de 16 anos. Com ele, foram encontrados cinco gramas de “crack”. O menor, então, informou aos policiais que em sua residência havia mais entorpecentes. Realizadas buscas na casa do adolescente, foram encontrados mais 195 gramas de crack, dez gramas de cocaína e seis gramas de maconha.

O jovem também indicou o local onde apanhava os entorpecentes. Os policiais se dirigiram à residência indicada e abordaram mais dois indivíduos, de 20 e 25 anos, encontrando, com um deles, 28 gramas de maconha. Em um dos cômodos da residência, foram localizados foi mais 160 gramas do mesmo entorpecente, além de dinheiro.

Os três envolvidos foram encaminhados à 13ª SDP, junto à droga apreendida.

Operação

A operação ‘Pronta Resposta III’ está sendo desencadeada pelo Subcomando Geral da Polícia Militar do Paraná (PMPR), por meio de equipes do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e da Ronda Ostensiva de Natureza Especial (RONE), para fazer frente ao crime organizado.

A aplicação é realizada com base no planejamento estratégico da PM, com informações obtidas pelo setor de Inteligência da Corporação, de forma a dar pronta resposta caso aconteça alguma ação crítica. Com isso, os policiais militares podem fazer bloqueios e barreiras em todo o Paraná para prender os acusados.

São ainda desenvolvidas ações de combate ao tráfico de drogas, contrabando, furtos e roubos, entre outros delitos, em apoio às equipes que já atuam na região.

Notícias Relacionadas »