20/04/2021 às 10h08min - Atualizada em 20/04/2021 às 10h08min

Programa de aulas remotas de PG completa um ano com mais de mil horas de exibição

Somente em 2020, foram levados ao ar 178 episódios, que somaram quase 2 mil aulas de diferentes matérias

Da assessoria
Foto: Divulgação
Há um ano, no dia 20 de abril, a Educação em Ponta Grossa fazia sua estreia na televisão, com o Programa Vem Aprender. Naquele momento, escolas de todo o mundo eram surpreendidas com a necessidade de paralisar suas atividades presenciais, tirando o chão de professores, alunos e famílias. Graças à existência da TV Educativa e à agilidade da Secretaria Municipal de Educação e seus professores, o ano letivo foi rapidamente transferido para a TV aberta, onde permanece até hoje.

Somente em 2020, foram levados ao ar 178 episódios, que somaram quase 2 mil aulas de diferentes matérias. Em 2021 já são 28 dias de aula. No total, são pouco mais de 1,1 mil horas de programação. Neste ano, a programação inicia às 8h30 e só termina às 16h45, com intervalo ao meio-dia até 13 horas. As aulas são gravadas diariamente, de segunda a sexta-feira no estúdio da TV Educativa.

Para a prefeita Elizabeth Schmidt, o 'Vem Aprender' demonstra o valor dos profissionais da Prefeitura. "A longevidade do programa demonstra não apenas uma necessidade, mas também a competência técnica de nossos professores e a habilidade de superar expectativas. Demonstra também a grande relevância do trabalho realizado pelos profissionais da TV Educativa. Graças a essa parceria e à organização da SME nas escolas e CMEIs, conseguimos reduzir o impacto da pandemia no aprendizado de nossas crianças".

"Esta foi a melhor estratégia para ofertar o ensino para nossos alunos, tendo em vista a dificuldade de acesso à tecnologia e a cobertura da TV aberta, dentro dessa realidade peculiar que a sociedade está enfrentando", considera a secretária de Educação, professora Simone Pereira Neves. Ela aponta que a situação exigiu ser encarada de frente. "A TV trouxe, para o desenvolvimento do processo ensino aprendizagem, a possibilidade de um trabalho integrado entre a equipe de planejamento e gravação com as equipes pedagógicas das escolas. Hoje, a partir da primeira semana, os alunos iniciam o desenvolvimento das habilidades planejadas e, depois, entra a interação com os professores, indica Simone.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura, Alberto Portugal, considera que o Programa Vem Aprender é "a concretização do objetivo maior da TV Educativa em Ponta Grossa". "Um canal aberto, democrático, com a máxima qualidade e que permite um diálogo direto com a comunidade estudantil", observa.

Planejamento

O processo de criação do Vem Aprender foi rápido e eficiente, mesmo com todo o planejamento necessário para fazer um programa desse porte. Desde então, enquanto uma equipe de professores planeja e grava as aulas pela TV, os demais realizam a entrega, correção, acompanhamento e avaliação das atividades dos estudantes das suas turmas.

O programa de aulas remotas recebeu melhorias para este ano. Em 2021, as principais mudanças foram a ampliação da carga horária e a divisão por ano escolar. Todos os dias são exibidos seis programas diferentes, começando pelo 5º ano e 4º ano do Ensino Fundamental e Educação Infantil pela manhã. À tarde é a vez do 1º, 2º e 3º ano do Fundamental.

Conforme Elisângela Martins, coordenadora do Ensino Fundamental, a produção do Programa Vem Aprender vem transformando a aprendizagem dos alunos. "Vemos o quanto é possível proporcionar novas estratégias de ensino para garantir acesso à educação, mesmo em tempos de isolamento social", comenta.

Para Daniele Jonko, coordenadora da Educação Infantil, o 'Vem Aprender' tem norteado todas as ações pedagógicas da área. "O Programa vai além das aulas, ele serve de formação para as professoras. Acompanhando as aulas, elas conseguem identificar várias estratégias. Quanto às crianças, percebemos grande participação delas e dos familiares. As crianças participam das aulas com alegria e realizam as atividades. Chegamos a elas de maneira positiva", avalia.

Notícias Relacionadas »