20/04/2021 às 15h06min - Atualizada em 20/04/2021 às 15h06min

"Só professor que não quer trabalhar na pandemia", diz líder do Governo Bolsonaro

Parlamentar afirma ainda que há uma votação no Congresso para transformar a educação em serviço essencial

UOL
Foto: Divulgação
O deputado federal Ricardo Barros (Progressistas), líder do governo na Câmara dos Deputados, criticou hoje a classe de professores ao afirmar que os docentes "não querem trabalhar" e explicou que, neste momento, há uma votação no Congresso para transformar a educação em serviço essencial e reabrir todas as escolas mesmo com a pandemia da COVID-19.

"É absurdo a forma como estamos permitindo que os professores causem tantos danos às nossas crianças na continuidade da sua formação. O professor não que se modernizar, não quer se atualizar. Já passou no concurso, está esperando se aposentar, não quer aprender mais nada", disse Barros em entrevista à CNN Brasil, segundo noticia o 'UOL'. 

O parlamentar explicou que alguns estados já reabriram as escolas públicas e particulares, e os professores voltaram a dar aulas, portanto, não tem motivação para todos os docentes não voltarem a ministrar as disciplinas.

"Infelizmente, o Brasil foi abduzido pelas corporações. Não tem nenhuma razão para o professor não dar aula. O profissional de saúde está indo trabalhar, o profissional do transporte está indo trabalhar, o profissional da segurança está indo trabalhar, o pessoal do comércio está indo trabalhar, só professor que não quer trabalhar", afirmou destacando que o trabalho dos docentes nas escolas pode ter alguma restrição devido à covid-19, mas os educadores "precisam trabalhar". 

Leia a matéria completa aqui

Notícias Relacionadas »