19/02/2021 às 15h11min - Atualizada em 19/02/2021 às 15h11min

Aulas presenciais na rede municipal de Castro retornam na próxima segunda (22)

"Estamos tomando todas as medidas para que o retorno às aulas seja da forma mais segura possível", afirma o prefeito Moacyr Fadel

Da assessoria
Foto: PMC
As escolas municipais de Castro finalizaram nesta sexta-feira (19) o acolhimento aos pais e a entrega das atividades que serão realizadas remotamente pelos alunos. A partir da próxima segunda-feira (22), retornam as aulas presenciais seguindo todos os protocolos de prevenção à COVID-19.

O prefeito Moacyr Fadel e a secretária municipal de Educação, Rejane de Paula Nocera, visitaram algumas escolas para acompanhar os últimos preparativos. “Estamos tomando todas as medidas para que o retorno às aulas seja da forma mais segura possível para os nossos alunos, professores e funcionários. Em um cenário de pandemia, são muitos desafios que teremos que superar a cada dia. Mas as nossas equipes se prepararam para fazer o melhor possível”, diz Fadel.

Híbrido

A volta às aulas será em sistema híbrido, com 50% dos alunos de forma presencial e 50% em atividades remotas. De 22 de fevereiro a 5 de março, retornam os alunos do 4º e 5º anos de segunda a quinta-feira. Na sexta-feira, os professores farão planejamento de atividades.

A cada 15 dias, as secretarias de Educação e Saúde avaliarão a situação, e, se o resultado for positivo, serão chamados os alunos do 1º, 2º e 3º anos, classes especiais e salas de recurso. Após nova avaliação, retornam a pré-escola de 4 e 5 anos, e, por último, as creches. Diante de qualquer parecer contrário da Saúde, as aulas poderão ser suspensas.

Nesse primeiro momento, não haverá transporte escolar, uma vez que o município trabalha em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, que sinalizou que não iniciará ainda o transporte de alunos.

Protocolo

O retorno às aulas seguirá Protocolo Sanitário elaborado pela Secretaria Municipal de Educação contendo as medidas de higiene e biossegurança que serão adotadas por toda a comunidade escolar, como distanciamento social, higiene, sanitização de ambientes, comunicação, capacitação, monitoramento e acompanhamento contínuo de profissionais e estudantes.

Os espaços físicos também foram adequados seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, Ministério da Educação e Secretaria Estadual de Saúde, considerando um percentual de 50% do total de alunos da unidade de ensino. A fiscalização das escolas ficará a cargo da Vigilância Sanitária.

Rejane destaca que a expectativa da reabertura das escolas é grande por parte de toda a comunidade escolar. “Estamos nos preparando há vários meses para receber novamente os nossos alunos, e respeitaremos rigorosamente os protocolos sanitários. Será um momento de muita alegria para todos”, comenta.

Notícias Relacionadas »