21/02/2021 às 10h54min - Atualizada em 21/02/2021 às 10h54min

Arapoti terá representação em conselho estadual que promove a igualdade racial e a redução das desigualdades sociais

Na visão do secretário estadual de Justiça, Ney Leprevost, o CONSEPIR tem papel fundamental na eliminação da "chaga" do racismo

Da assessoria
Foto: Divulgação
O município de Arapoti terá representação no Conselho Estadual de Promoção de Igualdade Racial (CONSEPIR). A vaga foi conquistada pela Associação da Comunidade Quilombola Família Xavier, em eleição para a escolha dos 14 representantes de organizações da sociedade civil que comporão o conselho durante o biênio 2021-2023.

Silmara Aparecida Xavier Carneiro, presidente da comunidade quilombola, será a representante arapotiense. Ela destaca a importância do momento, já que pela primeira vez quilombolas terão representação no órgão. "É um orgulho muito grande para nós da comunidade e também para o município de Arapoti", afirma. 

Ligado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), o CONSEPIR é composto por membros do governo e representantes de entidades da sociedade civil organizada. O órgão tem a responsabilidade de deliberar, consultar e fiscalizar as ações governamentais que promovam a igualdade racial; reduzir as desigualdades sociais, econômicas, políticas e culturais; além de monitorar e fiscalizar políticas públicas voltadas à população negra.

Chaga

De acordo com o secretário estadual de Justiça, Ney Leprevost, os representantes da sociedade civil têm papel fundamental para fomentar o debate sobre questões relacionadas à promoção da igualdade racial. "O racismo é uma chaga que precisa ser extirpada da nossa sociedade, e o conselho tem papel fundamental neste enfrentamento."

Notícias Relacionadas »