24/02/2021 às 08h42min - Atualizada em 24/02/2021 às 08h42min

Paraná poderá comprar vacinas contra a COVID-19 por contra própria, diz Ratinho

Projeto do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/RO), permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade por eventuais efeitos adversos

Da redação
Foto: Divulgação / AEN
O governador Ratinho Júnior (PSD) admitiu nesta terça-feira (23) que o governo do Paraná pode comprar vacinas contra a COVID-19 por contra própria, em vez de esperar o envio do imunizante pelo governo federal, caso haja mudança na legislação sobre o assunto, informa o blog Política em Debate.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/RO), apresentou ontem um projeto que permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos provocados pelos imunizantes. Essa medida abre caminho para a aquisição de vacinas por governadores e prefeitos. Além disso, o Supremo Tribunal Federal formou maioria para permitir que estados e municípios comprem vacinas caso as doses ofertadas pelo Ministério da Saúde sejam insuficientes para atender a população local.

“Sem dúvida, temos essa possibilidade (de comprar vacinas). Hoje acompanhei o presidente do Senado dizendo que vai fazer estudo para mudar a legislação brasileira”, disse Ratinho Junior (PSD) em entrevista ao Bom Dia Paraná, da RPC. “Existe a necessidade de busca de fornecedores que possam atender os estados brasileiros. Mas nós vamos fazer nossa parte”, afirmou o governador. Segundo ele, o Paraná tem R$ 200 milhões reservados para a compra de vacinas.

Para ler a matéria completa, clique no link disponibilizado no início do texto. 

Notícias Relacionadas »