11/05/2021 às 13h49min - Atualizada em 11/05/2021 às 13h49min

Trio rouba mulher em PG para quitar dívida de drogas do ex-marido dela

Crime ocorreu na região do bairro Contorno; equipes da ROMU capturaram os suspeitos

Da redação, com informações da GCM
Foto: Divulgação
Equipes da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU) se deslocaram nesta segunda-feira (10), por volta das 19h, para averiguar uma situação de roubo no bairro Contorno, em Ponta Grossa, em que os autores estariam com a vítima dentro da residência. Quando a equipe chegou, os suspeitos já tinham fugido. Em conversa com a vítima, ela relatou que, ao chegar em casa, avistou a janela do quarto quebrada e visualizou o suspeito B. sair de motocicleta enquanto a ameaçava de morte, colocando a mão na cintura. 

Posteriormente, a solicitante foi ao mercado comprar um cadeado, quando foi abordada na via pública por dois outros suspeitos identificados como D. J. K e P. H., que a obrigaram a voltar à residência com eles, para pegar móveis e eletrodomésticos no valor de uma dívida de droga que o seu ex-esposo devia para B. Na residência, o suspeito D. J. K. disse que levaria o micro-ondas e que era para a solicitante ficar quieta, fazendo menção de estar armado. Ele também teria dito que, à noite, pegariam o restante das coisas com B. e P. H, e que, se alguém perguntasse, era para dizer que ela estava vendendo os objetos a eles. 
 
De posse das informações repassadas, a equipe localizou na rua Ilario Kuhn, em frente ao Mercado Rubens, os dois suspeitos D. J. K. e P. H., que estavam de posse do micro-ondas na residência da sogra de P. H., que foi reconhecido pela vítima. Diante da situação, foi dada voz de prisão para ambos e lidos os seus direitos constitucionais. Os dois foram conduzidos pela equipe da ROMU à 13ª Subdivisão Policial (SDP). 

Na sequência, a equipe foi ao endereço de B. indicado pela solicitante, onde foi localizado o suspeito em frente a residência e dada a voz de abordagem. Em revista pessoal, nada de ilícito foi encontrado. Porém, diante do conhecimento da equipe e das ameaças sofridas pela solicitante, em que esta relatou que, na semana anterior, B. a ameaçara com uma arma de fogo, mostrando o objeto para ela, e que, nesta segunda-feira, a havia ameaçado novamente, foram realizadas buscas pela equipe na residência após a autorização de B., sendo localizado um simulacro de arma de fogo em cima do sofá. 

Por fim, a equipe mostrou para a solicitante o objeto e esta reconheceu que era semelhante à que foi utilizada durante as  ameaças. Diante dos fatos, foi dada voz de prisão a B., lido os seus direitos constitucionais e encaminhado a 13ª SDP. 

Notícias Relacionadas »