17/05/2021 às 14h43min - Atualizada em 17/05/2021 às 14h43min

​“Uma linda criatura”: morte de pedagoga de PG gera onda de comoção

Professora atuou no Colégio Estadual Colônia Dona Luiza desde o início da fundação da escola

Da redação
Foto: Reprodução
A professora e pedagoga Jaqueline do Rocio Marques Souza da Silva morreu nesta segunda-feira (17), aos 55 anos, em decorrência de um infarto fulminante.

De acordo com pessoas próximas, Jaqueline passou mal quando saía de casa e chegou a ser atendida por uma ambulância, vindo a morrer dentro do veículo.

Profissional com passagem por diversas escolas do município, ela se notabilizou pelo trabalho desenvolvido no Colégio Santana e no Colégio Estadual Colônia Dona Luiza, onde atuou desde o início da fundação da escola. 

Filha de Osvaldo de Souza e Aglacy do Rocio Marques de Souza, Jaqueline deixa a filha Janayna do Rocio Souza da Silva, de 26 anos. A pedagoga será sepultada no cemitério São José às 16h30 desta segunda-feira. 

Comoção

A morte da professora despertou uma onda de comoção nas redes sociais. Uma postagem sobre o assunto publicada pela página ‘Alunos Campos Gerais’, que veicula notícias envolvendo profissionais da educação e alunos da região, teve mais de 350 reações, mais de 140 comentários e mais de 270 compartilhamentos em menos de três horas. 

“Não vamos esquecer a senhora. Era uma excelente profissional e querida por todos. Vai em paz, pedagoga. Que Deus te acolha lá no céu. Que triste. Meus sentimentos à família”, escreveu uma internauta na caixa de comentários. 

“Tive a honra de conhecê-la. Tivemos uma boa amizade. Sempre estava em contato comigo para saber dos meus filhos, que tiveram o prazer de estudar com ela no comando da pedagogia. Descanse em paz, professora Jaqueline”, comentou uma mãe.

“Que tristeza! A Jaque foi minha aluna no Ensino Fundamental. Uma linda criatura. Perda enorme!”, lamentou uma professora nos comentários. 

Notícias Relacionadas »