19/05/2021 às 13h49min - Atualizada em 19/05/2021 às 13h49min

Governo Federal aprova novo modelo de pedágio proposto pelo Paraná, diz Sandro Alex

Em conversa com o portal 'NCG', o secretário estadual de Infraestrutura e Logística deu mais detalhes sobre a aprovação

Da redação
Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acatou o novo modelo de concessão de pedágio defendido pelo Governo do Paraná, que propõe tarifas menores. A sinalização positiva para a proposta ocorreu durante reunião com o governador Ratinho Junior e o secretário de Infraestrutura e Logística do Paraná, Sandro Alex, em Brasília (DF), na segunda-feira (17).

A informação foi confirmada pelo próprio Sandro Alex, através de um vídeo divulgado no programa ‘Nilson de Oliveira’, da emissora de rádio Mundi FM, nesta quarta-feira (19). Na gravação, feita em frente ao Palácio da Alvorada, o secretário comemorou a conquista. "É com orgulho que cumprimos a missão do povo paranaense de mudar a história das concessões de rodovias aqui no estado do Paraná", afirma.

Durante reunião com o presidente, os paranaenses se posicionaram contrários ao modelo de pedágio híbrido, proposto pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que limita os descontos oferecidos pelas concessionárias que participam do processo licitatório. E, após conversa com Bolsonaro, ambos participaram de uma audiência com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para tratar da nova estrutura de concessão.

Em entrevista exclusiva ao portal ‘NCG’, Sandro Alex falou sobre as negociações. "O Ministério já assinou, e é com esse novo modelo que eles vão trabalhar, até pela negociação feita entre o governador e o presidente da República. O Bolsonaro confirmou ontem, no próprio discurso no Palácio do Planalto. Já havíamos fechado com ele na segunda-feira. Ontem tivemos nova rodada de negociações com os técnicos, e ontem, novamente, no final da tarde, o Ministério disse que já passou a trabalhar com as menores tarifas. Nós agora vamos trabalhar a modelagem para garantir que o menor preço também assegure as obras, ou seja, vai ter um depósito para a garantia da execução das obras", explica.

Novo modelo

Os atuais contratos de concessão de pedágio terminam em novembro deste ano. A nova concessão prevê investimentos de R$ 42 bilhões nos 3.327 quilômetros de rodovias que cortam o Paraná.

Além dos menores valores nos pedágios cobrados do usuário, o novo modelo também prega o maior número de obras, com garantia de execução, através de depósito caução, e com a realização da maior parte delas logo nos primeiros anos de contrato. Prevê ainda adequação no degrau tarifário das pistas duplicadas, desoneração do PIS/Cofins que incide sobre as tarifas de pedágio e transparência total no processo.

A proposta de concessão apresenta novos traçados em relação ao atual, incluindo rodovias não contempladas atualmente, como a PR-323, no Noroeste, a PR-280, no Sudoeste, e a PR-092, no Norte Pioneiro.
Todos os trechos abrangidos deverão ter sinal de wi-fi, câmeras de monitoramento e iluminação em LED.

ESA

No vídeo divulgado pelo hoje, Sandro Alex informou ainda que cumpriria agenda nesta quarta-feira, junto com o governador Ratinho Junior, no Estado-Maior do Exército, em Brasília, para pleitear a vinda da Escola de Sargento de Armas (ESA) para Ponta Grossa. A cidade está na disputa, junto com Recife (PE) e Santa Maria (RS), para receber o investimento.  

"Temos mais uma missão, que é a vinda da ESA, e nós estaremos no Comando do Exército para defender e mostrar a área que Ponta Grossa vai ceder para essa escola. O investimento é de R$ 1 bilhão, e o próprio governador já falou com o presidente Bolsonaro, pedindo a ele que garanta esse investimento ao estado do Paraná. Claro que tem três cidades disputando, e é uma disputa enorme, mas estamos preparados e com a melhor área para esta escola", destaca.

Notícias Relacionadas »