21/05/2021 às 10h59min - Atualizada em 21/05/2021 às 10h59min

1 de cada, com Juliano Komay

Confira as dicas de Juliano Komay, chef de cozinha do Sukyiaki Cozinha Oriental, professor do Atelier Du Chef e representante do Nagoya Sushi School no Paraná

Por Juliano Komay
Foto: Elisangela Schmidt
Um livro, um filme, uma música, uma série, um lugar, um prato, uma frase, um ícone: oito opções para conhecer e expandir os horizontes, por Juliano Komay, chef de cozinha do Sukyiaki Cozinha Oriental, professor do Atelier Du Chef e representante do Nagoya Sushi School no Paraná. 


1 Livro 

Cozinha Confidencial (Anthony Bourdain)


"Esse livro, apesar de falar de gastronomia, mostra uma realidade muito distante dos holofotes e das competições cheias de glamour de um programa de televisão. Muito bem escrita, de uma maneira bem direta, com uma pegada meio rock'n roll, a obra nos mostra a dura realidade de alguns dos maiores restaurantes por onde Anthony passou durante a sua carreira, sempre muito regada a álcool e algumas -- muitas -- drogas. Um livro muito polêmico que vale a pena a leitura, independente do ramo de atuação, pela diversidade de curiosidades e pelos personagens excêntricos, que não parecem ser reais. Foi um dos primeiros livros que li assim que decidi me tornar cozinheiro e que me ajudou muito a determinar o tipo de profissional que eu seria"

1 Filme

Encontros e Desencontros (Sofia Coppola, 2003)




"Esse filme, interpretado por Bill Murray e Scarlett Johansson, nos mostra um pouco da curiosa cultura japonesa, com talk shows malucos, karaokês madrugada adentro, as dificuldades da língua, tudo isso em um filme de amor, curiosamente, sem romance. Um filme bem delicado e bonito, com interpretações fantásticas e um roteiro merecedor do Oscar que ganhou em 2004"

1 Música

Believe - Savatage




"Essa canção, que encerra com chave de ouro o álbum Streets - A Rock Opera [1991], da banda americana de heavy-metal Savatage, nos fala sobre redenção e esperança, esperança que é um sentimento tão importante nos dias atuais. 'E tudo o que eu peço para você agora é… Acredite…' É com essa frase que a música e o álbum se encerram, e, mesmo depois de quase 30 anos do seu lançamento, ainda é uma das músicas mais lindas do heavy-metal mundial"

1 Série

Sherlock (BBC, 2010)




"Essa série, inspirada no detetive mais famoso da literatura, se passa nos dias atuais, com Sherlock Holmes magistralmente interpretado por Benedict Cumberbatch, vivendo em Londres e revendo os mais diversos mistérios junto do seu sempre fiel parceiro Dr. Watson. Por enquanto, são somente 14 longos episódios divididos em quatro temporadas, mas todos muito bem feitos, com histórias que prendem o espectador do começo ao fim"

1 Lugar

Minha poltrona


"Essa poltrona, com quase 50 anos, pertenceu ao meu avô e foi dada a ele pela minha mãe com o dinheiro do primeiro salário que ela recebeu. Assim que o vô faleceu, nós buscamos essa poltrona em Apucarana, reformamos e a colocamos em casa. É o meu refúgio. É o lugar onde eu me sento no final de noite para tomar um vinho e relaxar, onde eu leio um livro, assisto a uma série ou tomo um café durante o dia. Meu lugar favorito no mundo"

1 Prato

Churrasco


"Acho que é um dos pratos mais populares e mais emblemáticos da cozinha brasileira. Aqui é onde eu mostro que, apesar da carga cultural que carrego de herança dos meus ancestrais, nasci bem brasileiro. Então, em qualquer dia de folga, eu adoro preparar um bom churrasco. Adoro o ritual de acender a churrasqueira, de aguardar o carvão virar brasa, do cheirinho da carne assando e da expectativa da minha família sentada à mesa, aguardando a comida"

1 Frase

"Escolha um trabalho que você ama e nunca mais terá que trabalhar na vida"

"Parece uma frase motivacional besta, dessas que a tia posta no grupo de WhatsApp da família com uma linda imagem de praia ao fundo, mas se trata de uma frase maravilhosa, erroneamente atribuída a Confúcio, mas, apesar da origem anônima, não deixa de ser uma grande verdade"

1 Ícone

Júlia Akemi, minha filha



"Acho que é clichê dizer que, depois que nos tornamos pais, nos tornamos pessoas melhores, né? Mas foi o que aconteceu, ainda acontece, e tenho certeza que será assim para o resto da vida. Ainda tão novinha, ela nos faz perceber que a alegria de antes nem se compara com a alegria que sentimos depois da chegada desse pequeno presente. Seja um abraço, um beijo ou um simples sorriso, isso me inspira, me inspira a ser mais tolerante, a ser mais companheiro, a ser melhor em todos os aspectos... A ser pai…" 

Notícias Relacionadas »