29/05/2021 às 07h17min - Atualizada em 29/05/2021 às 07h17min

Suspeito de matar os pais em PG diz que não teria motivos para cometer o crime

Acusado foi detido nesta sexta-feira (28) e ouvido pela Polícia Civil

Da redação, com informações da Polícia Civil
Foto: Divulgação
O principal suspeito de ter matado a facadas o casal Moisés Ferreira Hey, de 83 anos, e Reni Retzlaff Hey, de 78 anos, foi detido pela Polícia Militar (PM) no bairro Estrela, em Ponta Grossa, por volta das 11h desta sexta-feira (28). 

Ricardo Retzlaff Hey (foto), filho do casal, é considerado o principal suspeito do assassinato dos idosos. Segundo a PM, o acusado tentou cometer roubo na agropecuária Boa Nova, localizada na região, onde teria afirmado às pessoas que estavam no local: “Eu já matei os meus pais hoje. Não reage que eu não quero machucar ninguém.”

Apesar das ameaças, Hey foi contido por populares até a chegada da polícia. Quando os agentes compareceram ao local, constataram que se tratava do mesmo suspeito de ter matado o casal na manhã de ontem. O homem foi conduzido à 13ª Subdivisão Policial (SDP), onde está preso e à disposição do Poder Judiciário. 

"Não me recordo"
 
De acordo com as investigações, o suspeito seria dependente químico e teria cometido o crime durante um surto psicótico. Ouvido na unidade policial, o investigado afirmou não se recordar do crime e disse que não teria nenhum motivo para atacar os pais.

De acordo com o delegado que atuou no caso, Luís Gustavo de Souza Timossi, “trata-se de mais uma ocorrência em que o uso de drogas causa uma tragédia familiar”.

Em razão dos fatos, o investigado foi autuado em flagrante pela prática de feminicídio, homicídio qualificado pela impossibilidade de defesa da vítima e por roubo. As investigações prosseguem no setor de homicídios da 13ª Subdivisão Policial (SDP) de Ponta Grossa, para o completo esclarecimento do caso.

Notícias Relacionadas »