26/02/2021 às 15h59min - Atualizada em 26/02/2021 às 15h59min

Suspeito usa imagem do Tenente-Coronel da Polícia Militar de PG para aplicar golpes

Crime conhecido como "golpe do OLX" teria relação com a compra e venda de veículos. Agente já registrou Boletim de Ocorrência e de investigação

Da assessoria
Foto: Divulgação / PM
O Comando do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Ponta Grossa tomou conhecimento, nesta quinta-feira (25), de que uma pessoa ainda não identificada estaria se utilizando da imagem do Tenente-Coronel Beserra, obtida na rede social do batalhão, para tentativa de aplicação de golpes relacionados à compra e venda de veículos. 
 
De acordo com o BPM, o modo de agir da pessoa que se intitula “Carlos Bezerra” segue um método conhecido no meio policial como o “golpe do OLX”, por meio do qual o farsante manifesta para uma primeira pessoa (Pessoa A) interesse em comprar o seu veículo, após ter visualizado anúncio de venda em sites especializados nesse tipo de negócio.
 
Após contactar a vítima, o suspeito lhe solicita a retirada do anúncio do site e imediatamente depois cria um anúncio falso, visando a captação de outras vítimas. Geralmente, esse anúncio falso é gerado com um valor de oferta muito abaixo do valor de mercado do veículo, o que pode servir como primeira fonte de suspeição.
 
Ao ser contatado por uma outra pessoa inocente (Pessoa B), o farsante combina com a “Pessoa A” um horário para verificar as condições do veículo, informando que não irá pessoalmente, mas que enviará um conhecido seu. Por sua vez, ele contata a “Pessoa B”, informando o endereço da “Pessoa A” para que possam verificar as condições do veículo.
 
Nesse mecanismo, o farsante dá tom de seriedade e legitimidade ao anúncio, e, quando a Pessoa B aceita adquirir o veículo, cai em um golpe de estelionato, resultando em severos prejuízos financeiros.
 
O Tenente-coronel Beserra informa que adotou a medidas policiais de registro de Boletim de Ocorrência e de investigação. Beserra destaca que realiza transações financeiras ou aquisições de qualquer tipo de bem apenas presencialmente e solicita às pessoas que tenham sido supostamente contatadas por “ele” a procurarem a sede do 1º BPM para substrato de documentação a ser enviada posteriormente à Polícia Civil. 

Notícias Relacionadas »