13/06/2021 às 16h18min - Atualizada em 13/06/2021 às 16h18min

FOTOS: Manifestantes de PG protestam contra a forma como o município administra a pandemia

Para o ato, foram confeccionadas duas coroas fúnebres em homenagem às mil vítimas do Coronavírus no município

Da redação
Foto: Divulgação
Militantes do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) realizaram um protesto em frente à Câmara e à Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, neste domingo (13), pelo fato de o município ter alcançado a marca de mil mortes pela COVID-19 neste sábado (12). O ato, segundo a organização, "é contra a forma como a gestão municipal está administrando a pandemia, contra o negacionismo e contra a supervalorização do capital em detrimento da vida". 

"Muitas vidas poderiam ser preservadas se houvesse uma política de garantia de renda mínima para os trabalhadores e, com isso, um 'lockdown' de verdade. Os trabalhadores que atuam nos serviços essenciais precisam ser protegidos e deveriam ter sido imunizados com prioridade. Da forma como está posto, o que a prefeita, vereadores, ACIPG [Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Ponta Grossa] e o setor da indústria têm como essencial é o lucro, e não a vida dos trabalhadores", afirmam os militantes, em nota. 

Para o protesto, foram confeccionadas duas coroas fúnebres, cada uma com 500 flores, em homenagem às mil vítimas do Coronavírus no município. "A população precisa lutar por seus direitos, exigir políticas públicas que permitam a preservação da vida com dignidade. Se não houver a luta da população, serão necessárias muitas outras coroas de flores", aponta o comunicado. 

Na nota, os manifestantes observam ainda que "é responsabilidade dos governantes devolver o dinheiro pago em impostos pelos cidadãos garantindo comida na mesa, moradia e vacina. Auxílio emergencial, renda mínima ou qualquer outra forma de subsídio financeiro para os trabalhadores não são um favor, mas um direito". 

O comunicado conclui afirmando que não deve existir luta entre categorias de trabalho, mas, sim, uma união de forças "contra quem tem o poder de resolver o nosso problema". “Ou os ponta-grossenses só servem para pagar impostos e votar nas eleições? Enquanto não estivermos em luta, continuaremos em luto.”

Confira imagens do ato: 




















Notícias Relacionadas »