13/07/2021 às 19h50min - Atualizada em 13/07/2021 às 19h50min

Morre Pedro Wosgrau Filho, ex-prefeito de Ponta Grossa

Político exerceu a liderança do Executivo por três mandatos

Da redação
Foto: Reprodução
O ex-prefeito de Ponta Grossa, Pedro Wosgrau Filho, morreu nesta terça-feira (13), aos 73 anos, por complicações decorrentes da COVID-19. Wosgrau Filho estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Geral Unimed (HGU) deste o dia 7 de junho (segunda-feira). A informação foi confirmada pela instituição. 

Wosgrau, como era mais conhecido, foi prefeito de Ponta Grossa por três mandatos, entre 1989 e 1992, 2005 e 2008, e 2009 e 2012. Entre os principais legados do político, estão a construção do Centro de Eventos, o Parque Ambiental, a Arena Multiuso, o Restaurante Popular, a aquisição do prédio do antigo Clube Guaíra, entre outros.

Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), o primeiro mandato de Wosgrau foi marcado pela transformação urbana e demolição de referenciais históricos, a partir da aquisição pela Prefeitura do pátio da Rede Ferroviária Federal, que ocupava uma grande área no centro da cidade. No local, em 1990, logo após o início da retirada dos trilhos e da demolição de casas, rotundas e galpões, foi realizada a primeira Festa Nacional do Chope Escuro. 

Desde então, a festa tem sido um referencial na cultura da região, mesmo que, ao longo do tempo, tenha perdido as suas características originais e se tornado algo parecido com uma feira, em que se misturam shows de artistas populares, como duplas sertanejas e bandas pop. Naquela primeira edição, o chope foi fornecido pela Companhia Antártica, que poucos anos depois fecharia as suas portas e levaria consigo a tradicional marca Original, produzida na cidade desde 1908.

Em 1989, Wosgrau e o seu vice-prefeito, Paulo Cunha do Nascimento, apoiaram a eleição de Fernando Collor de Mello, no segundo turno das eleições presidenciais. Em 1990, fizeram parte da campanha de José Carlos Martinez Correia, o Batatinha, ao Governo do Estado do Paraná.

Três anos depois, em 1992, Wosgrau lançou seu vice-prefeito como candidato a sucessão, e com o impeachment de Collor, ambos distribuíram notas públicas justificando o apoio ao presidente deposto, que inclusive visitou a cidade em 1991 para inauguração do Conjunto Habitacional Santa Marta, com grande festa popular e apoio da prefeitura. Assim mesmo, Nascimento foi eleito prefeito, derrotando o deputado Djalma de Almeida César, do PMDB, que já havia perdido a eleição para Wosgrau em 1988. 

Wosgrau, então, retirou-se da política, somente retornando em 2004, quando foi eleito pela segunda vez prefeito, desta vez, filiado ao PSDB. Em 2004, o político derrotou o candidato do Partido dos Trabalhadores (PT), Péricles de Holleben Mello, na eleição municipal de Ponta Grossa, reelegendo-se prefeito com 51,78% dos votos válidos.

Com a elevada aprovação dos ponta-grossenses e com o apoio de lideranças importantes do Paraná, Wosgrau foi reeleito, no segundo turno, prefeito de Ponta Grossa, com mandato até 2013, com 89.538 votos, que equivale 52% dos votos válidos. 

Segundo pessoas próximas, o ex-prefeito já havia sido imunizado com as duas doses da vacina.

Ele deixa a esposa, Maria Isabel Wosgrau, e os filhos Pedro Wosgrau Neto, Alexandre Wosgrau e Rafael Wosgrau.

O corpo do ex-prefeito será velado na Capela São Francisco, e o sepultamento acontecerá nesta quarta-feira (14). 

 
Notícias Relacionadas »