28/06/2021 às 15h27min - Atualizada em 28/06/2021 às 15h27min

VÍDEO: Município do Paraná registra neve e chuva congelada nesta segunda-feira (28)

Termômetros dos veículos próximos marcavam 3º C graus, mas a sensação térmica, segundo o leitor que gravou as imagens, era de menos

Da redação
Foto e vídeos: Canal 4 TV
Moradores do município de General Carneiro, um dos mais frios do estado do Paraná, localizado a 246 quilômetros de Ponta Grossa, registraram imagens de algo parecido com “neve” por volta das 14h desta segunda-feira (28). Os vídeos rapidamente se espalharam pelas redes sociais e aplicativos de mensagens junto a textos como “Urgente: neve em General Carneiro!” 

Colhidas em duas regiões do município – próximo à reflorestadora Remasa, entre General Carneiro e Bituruna, e no Trevo do Horizonte –, as imagens mostram pequenas porções de algo parecido com gelo caindo do céu. No momento das gravações, os termômetros dos veículos próximos marcavam 3º C graus, mas a sensação térmica, segundo o leitor que gravou as imagens, era de menos. 

Convidado a analisar os vídeos e dar um parecer técnico sobre as imagens, o professor Gilson Campos Ferreira da Cruz, do departamento de Geociências da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), é taxativo: “Não é neve. É chuva congelada.” 

Segundo ele, a baixa temperatura faz com que as gotas de chuvas fracas congelem ao se aproximarem ou tocarem a superfície. A neve, por outro lado, é “formada por flocos que se formam nas nuvens e se precipitam na superfície, numa combinação de temperaturas abaixo de zero graus e com muita umidade, além de outras condições atmosféricas”. 

Para a professora Karin Linete Hornes, que também atua como docente do departamento de Geociências da UEPG, neve de verdade aparece em apenas uma das imagens – aquela registrada entre General Carneiro e Bituruna, na região da reflorestadora Remasa. 

Segundo a professora, trata-se de “neve granular” e, de acordo com ela, é neve “de verdade”. “Sim, é neve. A neve granular tem a mesma formação da neve. Você tem uma grande quantidade de umidade disponível que encontra uma área bastante fria e se cristaliza, ou seja, ocorre a solidificação. A diferença entre neve granular e neve está basicamente no tamanho das partículas”, explica. 

Confira o registro da neve (se preferir, vire o celular na horizontal para uma melhor visualização): 




Em relação às outras imagens, registradas no Trevo do Horizonte, Karin é da mesma opinião que o colega de departamento: chuva congelada. “Essas imagens apresentam características de chuva congelada, porque é possível verificar cristais de gelo junto a precipitação líquida. Geralmente, isso ocorre antecedendo a formação de neve”, observa. 

Confira os registros da chuva congelada (se preferir, vire o celular na horizontal para uma melhor visualização):





Notícias Relacionadas »