02/03/2021 às 08h21min - Atualizada em 02/03/2021 às 08h21min

​Com menos chuva em fevereiro, Simepar reforça pedido para economia de água

Ponta Grossa está entre os municípios que tiveram índice de chuvas abaixo da média

Da assessoria
Foto: Divulgação / AEN
O alerta amarelo em relação à estiagem voltou a piscar no Paraná. Choveu menos do que o esperado em quase todo o Estado em fevereiro, com exceção do Litoral. O Simepar apontou que a precipitação acumulada em dez pontos diferentes do Paraná foi de 772,4 milímetros, índice 44,5% menor do que média histórica para o período. Este levantamento leva em consideração as regionais de Paranaguá, Curitiba, Ponta Grossa, Guarapuava, Londrina, Maringá, Pato Branco, Paranavaí, Cascavel e Foz do Iguaçu.

A performance reforça a necessidade de conscientização para o uso racional da água, já que os reservatórios seguem com déficit. De acordo com o Simepar, apenas Paranaguá apresentou no mês passado um volume superior ao esperado. Choveu na cidade litorânea 408 mm, ante uma previsão de 346 mm. Os outros nove pontos ficaram consideravelmente abaixo, sem chegar a 60% da média, com destaque para Cascavel. A precipitação no município da Região Oeste ficou em 15 mm, quando a média apontava para 171 mm. Ou seja, apenas 8,7% da chuva aguardada para os 28 dias de fevereiro. Um desempenho bem diferente ao verificado em janeiro, por exemplo, quando a precipitação atingiu 2.748,6 mm – 151% a mais do que o mesmo mês de 2020.

O meteorologista do Simepar, Reinaldo Kneib, destaca que, mesmo tendo chovido com mais frequência nos últimos meses, é preciso muito mais chuvas do que acontece historicamente para compensar os efeitos da crise hídrica no Paraná.

Notícias Relacionadas »