02/07/2021 às 15h12min - Atualizada em 02/07/2021 às 15h12min

26 doses vencidas de AstraZeneca foram aplicadas em cidades da região; veja locais

Ponta Grossa, segundo matéria da 'Folha' e a própria Prefeitura, não aplicou nenhuma dose vencida

Da redação, com 'Folha'
Foto: Reprodução
Pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, o que compromete sua proteção contra a COVID-19, informa a ‘Folha de S. Paulo’. Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde.

Até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros.

A campeã no uso de vacinas vencidas é Maringá. A cidade paranaense vacinou 3.536 pessoas com o produto da AstraZeneca fora da validade (primeira dose em todos os casos). Depois aparecem Belém (PA), com 2.673, São Paulo (SP), com 996, Nilópolis (RJ), com 852, e Salvador (BA), com 824. As demais cidades aplicaram menos de 700 vacinas vencidas, sendo que a maioria não passou de dez doses.

Além disso, outras 114 mil doses da vacina AstraZeneca que foram distribuídas a estados e municípios dentro do prazo de validade já expiraram. Não está claro se foram descartadas ou se continuam sendo aplicadas.

AstraZeneca é a vacina mais usada no Brasil. Ela responde por 57% das doses aplicadas neste ano. A imensa maioria foi utilizada de acordo com as orientações do fabricante.

Ponta Grossa e região

O município de Ponta Grossa, de acordo com a matéria da ‘Folha’ (consulte aqui todos os municípios), não aplicou nenhuma dose vencida do imunizante. A assessoria da Prefeitura também afirma que não “tem registro” de aplicações de doses vencidas na cidade.

Na região, a história é outra. Segundo o jornal, sete municípios próximos aplicaram doses vencidas da vacina. São elas: Curiuva, com 13; Piraí do Sul, com 4; Prudentópolis, com 3; Ortigueira, com 2; Cândido de Abreu, com 2; Irati, com 1; e Castro, com 1, totalizando 26 doses. 

O que fazer? 

De acordo com o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra COVID-19, quem tomou imunizante vencido precisa se revacinar pelo menos 28 dias depois de ter recebido a dose administrada equivocadamente. Na prática, é como se a pessoa não tivesse se vacinado.

Notícias Relacionadas »