05/07/2021 às 15h41min - Atualizada em 05/07/2021 às 15h41min

Com investimento de R$ 5,2 mi, Paraná renova frota para fiscalização ambiental

Investimento vai melhorar a frota de veículos dos 21 escritórios regionais vinculados à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo

Da assessoria
Foto: Divulgação
O Governo do Estado vai melhorar a frota de veículos dos 21 escritórios regionais vinculados à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) como forma de reforçar a fiscalização ambiental em todo o Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior entregou nesta segunda-feira (05), durante o lançamento do Paraná Energia Sustentável, no Palácio Iguaçu, 42 veículos para os escritórios, entre caminhonetes L200 (21) e utilitários Fiat Strada (21). Outros cinco automóveis ficarão em Curitiba, à disposição da Sedest e do Instituto Água e Terra (IAT). O investimento foi de R$ 5.226.863,42.

“Precisamos dar suporte e equipamentos adequados para os funcionários para poder melhorar a fiscalização. Lembrando que muitas vezes eles precisam ir até locais afastados, de difícil acesso. Esse investimento é mais um passo que o Paraná dá em busca da sustentabilidade, de ser um Estado verde, que se preocupa e preserva o meio ambiente”, afirmou Ratinho Junior.

Entre as atribuições da fiscalização ambiental estão a atividade de controle, monitoramento, educação ambiental e de vigilância, com o objetivo de impedir o estabelecimento ou a continuidade de ações consideradas lesivas ao meio ambiente. Ou, ainda, daquelas realizadas em desconformidade com o que foi autorizado no documento de licenciamento.

“Esses carros novos vão ajudar no atendimento a denúncias geradas pela população, demandas de órgãos públicos, fiscalizações de rotina, atendimento a acidentes ambientais e também no apoio a órgãos federais, estaduais e municipais, sempre tendo a questão ambiental como prioridade”, explicou o secretário de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

Em 2020, de acordo com a Sedest, foram aplicadas 4.587 multas por infrações ambientais. O valor arrecadado com as autuações chegou a R$ 75,5 milhões, dos quais 77% (R$ 56,2 milhões) referentes a atentados contra a flora nativa.

Os autos de infração lavrados são relacionados à fauna (1.069), licenciamentos (600), pesca ilegal (128), resíduos sólidos (97), poluição (77), descumprimento de embargo (67), mineração (44), parcelamento de solo/loteamento/condomínio (21), desrespeito à autoridade ambiental (9), patrimônio público (9) e empreendimentos industriais e de serviços (5).

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia o vice-governador Darci Piana; o chefe da Casa Civil, Guto Silva (Casa Civil); os secretários Norberto Ortigara (Agricultura e Abastecimento), João Carlos Ortega (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e Beto Preto (Saúde); o diretor-presidente da Copel, Daniel Pimentel Slavieiro; o diretor-presidente da Sanepar, Cláudio Stabile; o vice-presidente e diretor de Operações do BRDE, Wilson Bley Lipski; os deputados federais Vermelho e Luiza Canziani; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; os deputados estaduais Hussein Bakri (líder do Governo), Tião Medeiros, Nelson Luersen e Wilmar Reichembach; o juiz auxiliar da presidência do TJ-PR, Anderson Ricardo Fogaça; a subprocuradora-geral de Justiça para assuntos de planejamento institucional do MP-PR, Sâmia Bonavides; o presidente do Movimento Pró-Paraná, Marcos Domakoski; o presidente do Instituto de Engenharia do Paraná, Nelson Luiz Gomes; o presidente da Faep, Ágide Meneguette; o presidente da Fiep, Carlos Walter Martins Pedro; o presidente da Fetaep, Marcos Brambilla; e os prefeitos Tauillo Tezelli (Campo Mourão), Betinho Lima (Goioerê), Américo Belle (Capanema) e Freonizio Valente (Santa Isabel do Ivaí).

Notícias Relacionadas »