09/07/2021 às 14h23min - Atualizada em 09/07/2021 às 14h23min

PG ganha casa de acolhimento para mulheres vítimas de violência doméstica

Poder Executivo ainda deve definir o local de funcionamento da 'Casa da Mulher Brasileira'

Da assessoria
Foto: Reprodução
A vereadora Missionária Adriana Jamier apresentou, em fevereiro deste ano, uma moção de sugestão legislativa de n°14/2021, de sua autoria, em prol das mulheres vítimas de violência, solicitando ao Poder Executivo a criação de uma casa de acolhimento para as mulheres em questão. 

Na última sessão ordinária da Câmara Municipal, a parlamentar comunicou a conquista da nova casa. "Graças ao nosso mandato, que teve a ideia e se importou com as mulheres vítimas de violência, e ao apoio e união de forças da prefeita Elizabeth, da secretária municipal de Segurança e Cidadania, Dra. Tânia, e da deputada Aline Sleutjes, conseguimos a vitória de anunciar que Ponta Grossa vai ganhar a 'Casa da Mulher Brasileira'", ressalta Adriana, que divulgou a notícia em comunicação parlamentar. 

Segundo a assessoria da Câmara Municipal, o local da 'Casa da Mulher Brasileira' em Ponta Grossa ainda não foi definido. "Uma verba virá vinculada para essa destinação. Os demais detalhes serão definidos pelo Poder Executivo. Estamos comemorando, porque é uma casa inédita de acolhimento para quem mais precisa", explica. 
 
Casa da Mulher Brasileira

A 'Casa da Mulher Brasileira' é um centro de atendimento que ajuda as mulheres que sofrem com a violência doméstica, sexual, psicológica e qualquer outro crime que coloque em risco a vida. O espaço tem apoio da Delegacia da Mulher e do juizado. Conta com alojamento, alimentação, atendimento psicológico e outros tipos de assistência social para atender as vítimas.


 
Notícias Relacionadas »