14/07/2021 às 14h04min - Atualizada em 14/07/2021 às 14h04min

Cantor Sérgio Reis protagoniza novo comercial do Condor; assista

Campanha também conta participação do presidente da empresa, Pedro Joanir Zonta

Da assessoria
Foto: Divulgação
O Entreposto de Carnes e Fiambreria do Condor Super Center recebeu mais aportes e já soma R$ 100 milhões de investimentos na unidade, entre o espaço, equipamentos, tecnologias, campanha e treinamentos. O empreendimento foi inaugurado recentemente e, desde então, recebeu mais inovações e melhorias.

Para destacar a qualidade das carnes, o Condor lança uma campanha que traz como personagens principais o fundador e presidente do Condor, Pedro Joanir Zonta, e o cantor Sérgio Reis. Um dos pontos altos do comercial é o desfecho com uma música que misturou o famoso jingle do Condor com a melodia da canção "Panela Velha".

Confira o comercial (se preferir, vire o celular na horizontal para uma melhor visualização):




Processo criativo

No processo criativo da elaboração do roteiro, a Agência 433 AG e o marketing do Condor buscaram transmitir naturalidade e um clima amistoso para que a mensagem central fosse passada de maneira simples, descontraída e afetiva. Em um bate papo informal entre amigos, Zonta e Sérgio Reis falam sobre os diferenciais do Entreposto. “Eles são muito carismáticos e realmente são amigos, o que contribuiu para que o comercial retratasse toda essa característica leve do Condor e a preocupação do Entreposto em oferecer produtos de qualidade e de procedência”, disse o vice-presidente do Condor, Ricardo Zonta.

Sérgio Reis foi escolhido porque representa bem a marca e por possuir características semelhantes às da empresa, como a simplicidade e sua trajetória sólida. “Ele demonstra confiança e desperta a memória afetiva das pessoas, além de ser uma personalidade conhecida por todas as gerações”, destaca Ricardo.


Entreposto

O Entreposto possui diversas linhas, com equipamentos de precisão e tecnologias de ponta para a produção de cortes especiais, inclusive de hambúrgueres e almôndegas. O local faz a desossa e o fracionamento, tudo seguindo rígidos padrões de qualidade. As fatiadoras possuem tecnologias que deixam os bifes dos mesmos tamanhos, espessuras e pesos. Os frios também são fatiados com precisão e embalados de maneira que cada fatia fique uma soltinha da outra. Para poder oferecer exatamente o que o consumidor deseja, foi realizado um estudo de três anos para definir os cortes, pesos e tamanhos.

Segundo o presidente da rede, os investimentos foram realizados com o objetivo de garantir mais padronização e segurança alimentar dos cortes bovinos e dos frios. “Assim, todas as nossas lojas conseguem oferecer carnes com os mesmos padrões de qualidade por meio de um processo 100% rastreável e com redução da manipulação do alimento, o que garante ainda mais higiene e segurança”, salienta Zonta.

Localizado em Curitiba, anexo à Central de Distribuição da empresa, em um espaço de 5 mil m², o Entreposto conta com cerca de 170 colaboradores e processa aproximadamente 3.600 toneladas de carnes por mês. A expectativa da rede é começar a operar no futuro carnes suínas e de frango.

Notícias Relacionadas »