14/07/2021 às 22h49min - Atualizada em 14/07/2021 às 22h49min

Bolsonaro ficará internado e receberá tratamento clínico, diz boletim médico

Presidente enfrenta um quadro de obstrução intestinal e foi transferido de Brasília para São Paulo

Por 'G1'
Foto: Reprodução
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), após avaliações clínicas, laboratoriais e de imagem, permanecerá internado e receberá um tratamento clínico conservador, informa o 'G1'. A necessidade de uma cirurgia foi afastada neste primeiro momento, segundo informações do boletim médico divulgado pelo Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, em que ele está internado desde a noite desta quarta-feira (14).

"O Senhor Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por uma avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com um quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o Presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador", diz o texto divulgado pelo hospital.

O presidente enfrenta um quadro de obstrução intestinal e foi transferido de Brasília para São Paulo para a realização de exames e avaliação da necessidade de uma cirurgia de emergência, que foi descartada.

Bolsonaro chegou a São Paulo às 18h54 desta quarta-feira (14), num avião da Força Aérea Brasileira (FAB), no Aeroporto de Congonhas e foi de ambulância para o hospital onde atende o cirurgião gástrico Antonio Luiz Macedo, que cuida de Bolsonaro desde a facada sofrida por ele na eleição de 2018.

Na manhã desta quarta, o presidente foi internado no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, após sentir dores abdominais na madrugada. Segundo o ministro das Comunicações, Fábio Faria, Bolsonaro chegou a ser sedado, mas já acordou.

Por volta das 16h30, Bolsonaro deixou o hospital e foi levado de ambulância para a Base Aérea de Brasília, onde um avião o aguardava. O presidente chegou ao local por volta das 17h, e o avião decolou às 17h29. Segundo o senador Flavio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente, o presidente ficará em observação por três dias em São Paulo.

Notícias Relacionadas »