17/07/2021 às 13h54min - Atualizada em 17/07/2021 às 13h54min

UEPG lamenta o falecimento do professor pioneiro Acácio de Moura Prestes

Trajetória do professor foi marcada pela docência em vários cursos da instituição

Da assessoria
Foto: Divulgação
A Universidade Estadual de Ponta Grossa está de luto pela perda de um de seus importantes precursores, o professor Acácio de Moura Prestes. O docente aposentado faleceu ontem (16), aos 91 anos.

A trajetória inspiradora de Acácio na UEPG é marcada pela docência em vários cursos da instituição, inclusive em Farmácia e Bioquímica, no período das faculdades que precederam a criação da UEPG, em 1969. No âmbito da administração institucional, foi também diretor do campus avançado em Palmeira e chefe do Departamento de Física (Defis), por diversas vezes.

Farmacêutico, formado pela Universidade Federal do Paraná, foi fundador do Defis. De volta ao campus Uvaranas, em 20 de agosto de 2012, por ocasião dos 25 anos do Departamento, recebeu uma homenagem realizada aos pioneiros do órgão, criado em 21 de agosto de 1987, a partir do desmembramento do Departamento de Matemática e Física. Na ocasião, foram também homenageados os seus contemporâneos Cirineu Foltran, José Gonçalves Marques Filho, Rafael Piazetta e Wilson Rocha. Durante a solenidade de bodas de prata, o então vice-reitor Luciano Vargas destacou:  “trata-se de uma justa homenagem às pessoas que iniciaram a história deste departamento e também da instituição”.

O professor do Defis, Luiz Antônio Bastos Bernardes, relata que conheceu o Professor Acácio em 1994, quando começou a ministrar aulas no Departamento de Física. “Sempre tivemos um excelente relacionamento. Ele era uma pessoa muito boa e tratava bem a todos, com um apurado senso de justiça e equilíbrio”. Bastos destaca que, como chefe do Departamento de Física da UEPG várias vezes, o professor Acácio demostrou grande capacidade de administração e muita habilidade como negociador, pois sabia conciliar muito bem interesses opostos. “Encontrei-me com ele pela última vez em 2019 e tiramos uma foto juntos. Estava alegre e bem disposto, demonstrando grande satisfação por ter se encontrado comigo. Guardarei muito boas lembranças do querido professor Acácio. Que a sua alma imortal descanse em paz no coração de Deus”.

O professor Acácio foi um dos criadores das Farmácias Fleming, aspecto que também é destacado pelo reitor Miguel Sanches Neto. “O professor Acácio foi um dos responsáveis pelo estabelecimento da UEPG, tendo exercido o magistério com grande dedicação, em paralelo ao empreendedorismo na área farmacêutica. Deixa uma história profissional que muito engrandece a nossa instituição”.

A diretora do Setor de Ciências Biológicas e da Saúde (Sebisa), Fabiana Mansani, foi aluna de Acácio. “Eu, particularmente, tenho uma lembrança muito sensibilizada com a presença dele, com as imagens dele, nas aulas de farmacotécnica, no laboratório durante a manipulação de medicamentos que fazíamos na época”. Mansani recorda que quando realizou o primeiro teste seletivo para a UEPG foi justamente para a disciplina de Farmacotécnica. “Ele e o professor Horácio eram as inspirações mais importantes”. A docente frisa que o professor Acácio foi figura de destaque para a história da UEPG e dos profissionais graduados em Farmácia pela instituição. “Presto homenagem em nome do Setor, dos professores do curso de Farmácia e dos profissionais farmacêuticos que passaram pelas mãos e pelos ensinamentos do professor Acácio”.

A UEPG se solidariza com os colegas professores, egressos e, especialmente, com os familiares que sofrem com a perda inestimável. O sobrinho neto Raphael Prestes Salem lamentou a morte do tio muito admirado. “Estava bem de saúde, mas faleceu hoje de forma repentina, aos 91 anos, deixando esposa, filhos, netos e bisnetos”.

Notícias Relacionadas »