20/07/2021 às 07h53min - Atualizada em 20/07/2021 às 07h53min

Conselho diz que atuará pela cassação do mandato de Salustiano

Entidade se reuniu com a ex-mulher do vereador acusado de violência doméstica

Da redação
Foto: Divulgação / Reprodução
O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Ponta Grossa (CMDMPG) se reuniu, nesta segunda-feira (19), com Mirielle Costa, que teria sido vítima de violência doméstica por parte do vereador Izaías Salustiano (PSB), preso em flagrante – e liberado após pagamento de fiança no valor de R$ 4,4 mil – na madrugada da última sexta-feira (16).

Em nota divulgada ontem, o CMDMPG informou que, além da ex-mulher e dos filhos do parlamentar, o encontro contou com a presença da presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher e de mais 14 conselheiras municipais, que ouviram, acolheram e se comprometeram a apoiar Mirielle e seus familiares.

"Frente aos fatos vivenciados pelas vítimas, o CMDMPG manifesta o seu total apoio a Mirielle e suas filhas e filho, solidarizando-se para que tenham todo o suporte jurídico e psicológico necessário, como o amparo da Patrulha Maria da Penha, do Núcleo Maria da Penha e de outros serviços que existem no município e que precisam acolher todas as mulheres", afirma a nota.

Cassação

O Conselho informa ainda que tomará as devidas providências para que seja instaurado o processo de cassação do parlamentar, bem como acompanhará os trâmites para garantir que os direitos da suposta vítima sejam respeitados. "Manter um agente de violência contra a mulher e sua família num cargo de representatividade é um desrespeito para com a sociedade ponta-grossense e, em especial, para com todas as mulheres", conclui a nota. 

Procurado pela redação do portal NCG, Salustiano se comprometeu a enviar um comunicado sobre o assunto, o que, até o momento, não ocorreu. Assim que o vereador enviar a sua resposta, a matéria será atualizada com as novas informações. 

Leia, a seguir, a nota do CMDMPG na íntegra

NOTA PÚBLICA 

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Ponta Grossa (CMDMPG) se reuniu extraordinariamente, nesta segunda-feira (19), para ouvir e acolher Mirielle Costa e seus familiares, vítimas de violência doméstica amplamente divulgadas nas mídias sociais e meios de comunicação, que foram praticadas por figura pública notória do município, ocupante de cargo no Poder Legislativo Municipal, o vereador Izaias Salustiano. A reunião contou com a participação da presidente do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher, bem como com a participação de 14 conselheiras municipais. 

Frente aos fatos vivenciados pelas vítimas, o CMDMPG manifesta o seu total apoio a Mirielle e suas filhas e filho, solidarizando-se para que tenham todo o suporte jurídico e psicológico necessário, como o amparo da Patrulha Maria da Penha, do Núcleo Maria da Penha (NUMAPE) e outros serviços que existem no município e que precisam acolher todas as mulheres. 

Ademais, o CMDMPG tomará as devidas providências para que, diante da violência praticada pelo excelentíssimo vereador, seja instaurado o devido processo de perda do mandato devido às ações incongruentes com o decoro parlamentar, bem como irá acompanhar os trâmites para garantir que os direitos da vítima sejam respeitados. Manter um agente de violência contra a mulher e sua família num cargo de representatividade é um desrespeito para com a sociedade ponta-grossense e, em especial, para com todas as mulheres. 

A violência MATA! Diga não à violência contra as mulheres! 

Ponta Grossa, 19, de julho de 2021. 

Rosangela Rigoni Presidenta do CMDMPG

Notícias Relacionadas »