21/07/2021 às 10h34min - Atualizada em 21/07/2021 às 10h34min

Clube Homens do Trabalho promove ação para ajudar jovem com câncer agressivo

Larissa precisa de ajuda para realizar exame que diagnostica se a doença já se espalhou para outras partes do corpo

Da redação
Foto: Reprodução
A Associação Recreativa Homens do Trabalho (ARHT) cedeu a sua estrutura para a realização, no próximo dia 31 (sexta-feira), a partir das 11h30, de uma quirera beneficente em prol da jovem Larissa Resende dos Santos (foto), de 26 anos, que sofre de câncer neuroendócrino, um tipo de câncer agressivo e que se espalha rapidamente. 

"Fui procurado pelos amigos da Larissa, que nos pediram essa contribuição, e não podemos deixar de atender a esse pedido por uma causa tão nobre", afirma o presidente do clube, Luiz Carlos Gleden. 

Será cobrado o valor de R$ 15,00 pelo almoço. A verba arrecadada será usada para ajudar Larissa a custear um exame que verifica se o câncer já se espalhou para outras partes do corpo. Além de caro, o procedimento não é coberto pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e não é realizado em Ponta Grossa.

As pessoas que comparem o almoço também terão direito a participar do sorteio de um bolo recheado com brigadeiro de Leite Ninho e Leite Moça cozido, doado pela empresa Bolos & Bolos.

Os ingressos podem ser comprados antecipadamente com pagamento via Pix através da chave 09901393957 (CPF de Larissa). Quem preferir poderá retirar o almoço na portaria do clube no dia da ação ou reservar.

Para mais informações, ligue para a secretaria do clube no número (42) 3229-2513. A ARHT está localizada na rua Maquinista Eleodoro Jacinto, 65, no bairro de Oficinas, em Ponta Grossa. 

O caso 

Amigos e familiares de Larissa se uniram nesta semana para lançar campanhas de arrecadação de fundos para ajudar a jovem a realizar um exame que verifica se o câncer já está em fase de metastização, ou seja, espalhado por outras regiões do corpo.

Segundo a jornalista Marina Machado, que lançou uma "vaquinha" virtual para ajudar a amiga (mais detalhes ao fim da matéria), Larissa sofre de câncer neuroendócrino, um tipo de câncer agressivo e que se espalha rapidamente

"O câncer dela é hormonal e se espalha rápido demais. Então, estamos correndo contra o tempo. Como aqui tudo é difícil, nem o exame para diagnosticar se o câncer já está em fase de metastização é realizado pelo SUS [Sistema Único de Saúde]. Por isso, criei uma 'vaquinha' online para ajudá-la a conseguir dinheiro para os exames", explica. 

Segundo a tia de Larissa, Gisele Santos, que também lançou uma campanha de arrecadação via Pix, a doença foi descoberta há cerca de duas semanas. Os fundos, de acordo com ela, serão usados para a realização de um exame que, além de não contar com cobertura pelo SUS, não é realizado em Ponta Grossa.  

"O exame é caríssimo, e ainda tem os custos de transporte, hospedagem e alimentação. Estamos pedindo ajuda, e não temos vergonha de pedir, porque o exame é em caráter de emergência, pois detectará se existe tumor em outros órgãos ou no sistema linfático, para posterior cirurgia, que, esta sim, será pelo SUS", afirma. 

Como ajudar

Você pode ajudar Larissa Resende dos Santos fazendo uma contribuição de qualquer valor usando a chave Pix 09901393957 (CPF de Larissa) ou acessando o site da "vaquinha" virtual aqui.

Notícias Relacionadas »