04/08/2021 às 15h59min - Atualizada em 04/08/2021 às 15h59min

Unimed Ponta Grossa implanta Pronto Atendimento Digital

Unidade local é a primeira a adotar a tecnologia no Sistema Unimed do Paraná

Da assessoria
Foto: Divulgação
A partir desta quinta-feira (5), a Unimed Ponta Grossa inicia a operação do Pronto Atendimento Digital, por meio da plataforma Healthtech Laura. Com a iniciativa, a cooperativa torna-se a primeira Unimed do Paraná a oferecer essa tecnologia aos clientes.

O Laura realiza uma triagem online, à qual o paciente informa sintomas de qualquer natureza, inclusive respiratórios. A tecnologia, que segue parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde e contribui na redução das necessidades de deslocamento e também no tempo de espera pelo atendimento.
No mês passado, o Hospital Geral Unimed iniciou a implantação do Robô Laura para auxiliar no diagnóstico precoce de sepse (infecções generalizadas) nos pacientes internados. De acordo com Rafael Francisco dos Santos, diretor administrativo da cooperativa, a ampliação do uso da tecnologia Laura, agora com o PA Digital, é um avanço natural dentro das estratégias da Unimed Ponta Grossa.

“Nos últimos anos, investimos muito para levar ao cliente Unimed o que há de melhor em saúde. Como exemplo desse esforço e investimento, temos o lançamento do Pronto Atendimento Digital e a utilização de um robô com tecnologia de inteligência artificial para diagnosticar precocemente casos de infecção generalizada nos pacientes internados. Esse tipo de ação salva vidas porque conseguimos antecipar o tratamento de casos graves. O trabalho na Unimed Ponta Grossa é para garantir inovação, qualidade, segurança e humanização para toda comunidade dos Campos Gerais”, explica.

O paciente informa os sintomas pela plataforma do Pronto Atendimento Digital e, por meio de inteligência artificial, o sistema entende a gravidade do caso e faz o direcionamento de forma personalizada. Após esta triagem, o paciente pode ser acompanhado de forma remota (por WhatsApp ou pela própria plataforma), ou encaminhado para um teleatendimento com profissional de saúde. Caso identifique a necessidade de atendimento presencial, o Laura encaminha para um hospital, que já terá em mãos o histórico para dar prosseguimento no tratamento.

Para Hugo Morales, diretor médico e cofundador da startup Laura, fornecedora da tecnologia, o Pronto Atendimento Digital vem para atender uma necessidade crescente. “Com um público cada vez mais conectado e imerso no ambiente digital, oferecer uma forma de tornar um atendimento mais preditivo e, ainda assim, humanizado por meio da inteligência artificial, é de suma importância para acompanhar este novo momento do público e estar mais próximo dos pacientes. Além disso, a convergência entre o mundo digital e o físico também tem permitido que o acesso à saúde seja cada vez mais democrático, auxiliando a romper as barreiras físicas e a trazer mais comodidade e atendimentos ágeis, assertivos e com um melhor custo-benefício para os pacientes”, comenta.

Com o setor da saúde se digitalizando mais rapidamente, e com o público cada vez mais preocupado com qualidade de vida, a chegada da tecnologia Laura na Unimed Ponta Grossa irá auxiliar no desafogamento dos sistemas de saúde e proporcionará um atendimento mais rápido e seguro dos pacientes, tornando-se um verdadeiro braço direito das equipes de saúde para tomadas de decisão. 

O Pronto Atendimento Digital está preparado para o acolhimento e triagem de diversas doenças e também referentes à Covid-19. A plataforma está disponível para todos os beneficiários Unimed que residam em Ponta Grossa e também nos outros 15 municípios da área de ação da cooperativa médica: Arapoti, Cândido de Abreu, Carambeí, Castro, Imbituva, Ipiranga, Ivaí, Jaguariaíva, Palmeira, Piraí do Sul, Reserva, São João do Triunfo, Teixeira Soares, Telêmaco Borba e Tibagi.

“O cliente da Unimed Ponta Grossa poderá utilizar o Pronto Atendimento Digital mesmo quando não está aqui na cidade. Dessa forma, ele receberá uma orientação segura e com qualidade e, se necessário, será direcionado para o ponto de atendimento mais próximo dele, dentro da nossa área de ação. Além disso, ganha em comodidade ao se beneficiar da tecnologia para ser atendido sem precisar sair do conforto e segurança do seu lar", ressalta o diretor administrativo da cooperativa médica.

Cooperação com a comunidade

Além dos beneficiários do plano de saúde, a Unimed Ponta Grossa também irá disponibilizar a triagem virtual para toda a população. De forma gratuita, de 5 de agosto até 31 de outubro de 2021, os ponta-grossenses e residentes da região também poderão utilizar a plataforma do Pronto Atendimento Digital.

Segundo Rafael Santos, a iniciativa visa contribuir com a sociedade especialmente no que diz respeito à pandemia do coronavírus. Para ele, apesar da diminuição do número de casos, a pandemia ainda existe e, ao procurar atendimento médico, o paciente deve ser orientado para uma melhor resolução da queixa. 

“Ao disponibilizar esse atendimento pela internet para toda população, nós prestamos um serviço muito relevante para comunidade de Ponta Grossa e dos Campos Gerais. Não queremos atender somente nossos clientes, queremos contribuir com a sociedade para superarmos o mais rápido possível essa pandemia, salvando vidas e evitando internamentos e sofrimento das pessoas”, pontua.

Nos casos em que o paciente não é beneficiário Unimed, caso haja necessidade de atendimento presencial após a triagem virtual, ele será orientado a buscar o serviço médico público, ou em hospitais privados, mais próximos. “Nosso compromisso social é com toda comunidade, sem exceção”, afirma Rafael.

O Pronto Atendimento Digital estará disponível no link: unimedpg.com.br/padigital

Sobre o PA Digital Laura

Eleita, em 2020, como uma das 100 Startups to Watch, ranking que reconhece as jovens empresas mais promissoras do Brasil, a startup Laura oferece soluções de inteligência artificial com o objetivo de democratizar a saúde por meio da tecnologia e gerar impacto social positivo em escala, acompanhando toda jornada do paciente. Por meio de inteligência artificial e tecnologia cognitiva, a ferramenta permite a priorização de atendimento em instituições de saúde, assim como o gerenciamento de dados da rotina hospitalar, emitindo alertas para a equipe assistencial. Ativa desde 2016, a tecnologia da Laura já analisou mais de 11 milhões de atendimentos, reduziu em 25% a taxa de mortalidade hospitalar e ajudou a salvar cerca de 24 mil vidas.

Notícias Relacionadas »