22/08/2021 às 09h35min - Atualizada em 22/08/2021 às 09h35min

Mutirão de exames preventivos atende mais de 380 mulheres em PG

Devido à grande procura, FMS irá intensificar as ações nos próximos meses

Da assessoria
Foto: Divulgação
A Prefeitura de Ponta Grossa, através da Fundação Municipal de Saúde (FMS) e do Departamento de Atenção Primária, realizou neste sábado (21), das 8 às 17 horas, o segundo mutirão que teve como foco, a execução de exames preventivos (Papanicolau) em mulheres entre 25 e 64 anos. A intenção foi atingir o público que realizou o último exame há mais de um ano e as mulheres que não conseguem procurar o serviço de saúde durante a semana. A iniciativa deu tão certo que mais de 380 mulheres foram atendidas. Em virtude disso e da grande procura, já está previsto outro mutirão no mês de setembro e em outubro, a FMS pretende intensificar as ações.

A prefeita Elizabeth Schmidt aponta que o resultado obtido é importante para a saúde da mulher ponta-grossense. Ela comenta que para a gestão, os cuidados da saúde do público feminino é prioridade. "Sabemos que uma quantidade expressiva de mulheres não consegue realizar o exame durante a semana, tanto pela jornada de trabalho, mas também em virtude da atenção para a casa e para os filhos. Por isso, realizamos no sábado, visando atender o maior número possível de mulheres. Entender as necessidades e dificuldades do cidadão também será uma marca deste mandato", disse Elizabeth.

A enfermeira da linha de cuidado materno infantil, Manon Callaça, relata que a atividade aconteceu em seis locais distintos, escolhidos de maneira estratégica para que o maior número de mulheres tivesse acesso. No total foram realizados 382 atendimentos, em cinco Unidades Básicas de Saúde (UBS), Egon Roskamp, na Santa Paula; Cyro de Lima, em Oficinas, UBS Luiz Conrado Mansani, em Uvaranas, Rômulo Pazinato, na Nova Rússia e Sady Silveira, em Olarias, além do Centro Municipal da Mulher (CMM), na Vila Liane onde também foi realizado a inserção de 36 dispositivos intrauterinos (DIU).

O presidente da FMS, Rodrigo Manjabosco, explica que o exame tem como principal objetivo prevenir contra o câncer de colo de útero, mas também detecta algumas infecções sexualmente transmissíveis. Segundo ele, os exames são direcionados para as mulheres que coletaram a mais de um ano. "O objetivo é realizar as ações pelo menos um sábado por mês até o mês de dezembro. Além disso, pela grande demanda registrada até agora, pretendemos intensificar as ações em outubro, com a meta de coletar cerca de quatro mil exames preventivos até o final de 2021", finaliza o secretário.

Notícias Relacionadas »