26/08/2021 às 16h49min - Atualizada em 26/08/2021 às 16h49min

UEPG e universidades paranaenses ganham destaque em ranking internacional

Levantamento foi realizado pela consultoria britânica Quacquarelli Symonds

Da assessoria
Foto: Divulgação
As universidades estaduais de Maringá (UEM), Londrina (UEL), Ponta Grossa (UEPG), do Oeste do Paraná (Unioeste) e do Centro-Oeste (Unicentro) estão bem posicionadas entre as universidades da América Latina e, também, entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil, segundo o QS Latin America University Rankings 2022, da consultoria britânica Quacquarelli Symonds, divulgado nesta quarta-feira (25).

O ranking avaliou 416 instituições da América Latina com base em critérios como reputação acadêmica, reputação entre empregadores, proporção docente/estudante, quantidade de professores doutores, rede de pesquisa internacional, citações de artigos científicos, publicações de docentes e impacto online.

Na classificação geral, a UEM se mantém em 96ª e a UEL ocupa a posição 104ª entre as universidades da América Latina. A UEM também conquistou a posição de segunda melhor universidade paranaense, seguida pela UEL, em terceiro. A avaliação posicionou a UEPG na 131ª posição, a Unioeste na faixa de 171ª a 180ª e a Unicentro na faixa de 201ª a 250ª.

BRASIL – O QS Latin America University Rankings 2021 representa uma das comparações independentes mais amplas do ensino superior. No total foram avaliadas 95 universidades brasileiras. Na classificação nacional, a UEM e a UEL ficaram entre as 30 melhores instituições, ocupando a 23ª e 27ª colocação, respectivamente. A UEPG está entre as 40 melhores, seguida pela Unioeste em 53ª e a Unicentro em 67ª posição.

Entre os critérios de classificação, as universidades estaduais se destacaram nos indicadores de proporção de professor por estudante, professores com doutorado, quantidade de artigos por professor, citações de artigos científicos, rede internacional de pesquisa e alcance na internet.

FOMENTO - O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona, destaca a importância do fomento ao ensino e à pesquisa, realizado pelo governo estadual. “Esses resultados demonstram o trabalho de excelência das instituições conciliado ao apoio e investimentos do Governo em áreas estratégicas e na estrutura universitária estadual”, afirmou.

Notícias Relacionadas »