05/03/2021 às 14h11min - Atualizada em 05/03/2021 às 14h11min

Associação propõe ao vice-governador Darci Piana que o comércio seja aberto com horários diferenciados

A ACP defende que os verdadeiros “vilões” das aglomerações foram as eleições, festas de fim de ano e Carnaval

Por Rafael Guedes
Foto: Divulgação
A Associação Comercial do Paraná (ACP) emitiu nota oficial nesta sexta-feira (5) afirmando que se encontrou com o vice-governador do estado, Darci Piana, para propor que as atividades de comércio e serviços sejam mantidas, seguindo os protocolos de saúde e com horários diferenciados.

O encontro também contou com representantes da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), da Associação dos Empresários do Paraná (Aepar) e da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Faciap). 

De acordo com o texto divulgado, a entidade acredita que os verdadeiros “vilões” das aglomerações que causaram o aumento “estrondoso” das contaminações foram as eleições, festas de fim de ano e Carnaval.

“Esperamos que o governo não insista nas medidas de ‘pseudo lockdown’, que não resolvem nada, já que as atividades essenciais somam 40% da economia e os que ficam isolados atualmente não passam de 30%, bem como todas as atividades de delivery, que também movimentam trabalhadores nos ônibus lotados em deslocamento até os seus pontos de venda. Caso contrário, teremos que adotar uma paralisação total na qual até o morador em situação de rua deverá passar a ter um teto”, afirma a associação no comunicado assinado pelo presidente Camilo Turmina.

Veja a seguir a nota completa: 


Notícias Relacionadas »