31/08/2021 às 15h40min - Atualizada em 31/08/2021 às 15h40min

VÍDEO: Capitão Saulo convida para manifestações: "Quem for brasileiro que nos siga"

Para o vice-prefeito de Ponta Grossa, o povo é "realmente a voz que tem de ser ouvida" no dia 7 de setembro

Da redação
Foto: Reprodução
O vice-prefeito de Ponta Grossa, Capitão Saulo Vinícius Hladyszwski (PSD), gravou um vídeo mostrando apoio às manifestações do dia 7 de setembro e convidando a população a participar do ato que, segundo os organizadores, pede o impeachment dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e a adoção do voto auditável. 

No vídeo, Hladyszwski comenta que recebeu de presente uma bandeira do Brasil e, "aproveitando o gancho deste momento muito especial", fala sobre as "manifestações legítimas" (ele coloca ênfase na palavra "legítima") do povo brasileiro, que, na visão dele, irá às ruas para "mostrar a sua força".

Citando o exemplo de Duque de Caxias, que "com a sua espada demonstrava a sua força", o vice-prefeito afirma que chegou a hora de o povo brasileiro ir às ruas, "de maneira ordeira e lícita", para também mostrar o seu poder. 

"Teremos [manifestações] em Ponta Grossa no dia 7 de setembro, teremos pessoas que irão a São Paulo, pessoas que irão a Brasília, para justamente mostrar o amor à pátria e por esta bandeira, que nunca mais será vermelha, se depender de todos nós, brasileiros. Quem for brasileiro que nos siga nesse dia. Deus acima de tudo, Brasil acima de todos", conclui, citando o bordão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

A voz do povo

Em entrevista ao NCG, o militar destaca que a população irá às ruas para, além de mostrar força, também garantir que os ordenamentos constituídos sejam preservados, "contando justamente que não vá acontecer nada que vá ferir diretamente a lei e a ordem". "É um apoio que tem de ser dado às instituições para que continuem a preservar, na nossa nação, o ordenamento constituído", afirma. 

Em relação ao fato de que, segundo os organizadores, as manifestações pedem o impeachment dos ministros do STF e a adoção do voto impresso, o capitão comenta que são vários os pleitos e que cada ato tem legitimidade de representar um determinado pleito. No seu caso, o vice-prefeito destaca que estará presente para "demonstrar apoio à democracia antes de qualquer coisa". 

"É lógico que eu não posso me sobrepor, querer, de uma maneira ilícita, buscar qualquer tipo de ação que vá intervir na lei e na ordem. Eu trago essa questão de realmente mostrar a legitimidade do apoio popular em decorrência do que vem acontecendo e demonstrar que o povo é realmente a voz que tem de ser ouvida neste momento", aponta. 

Assista ao vídeo gravado pelo vice-prefeito (se preferir, vire o celular na horizontal para uma melhor visualização)



Notícias Relacionadas »