07/03/2021 às 13h23min - Atualizada em 07/03/2021 às 13h23min

Afiliada da Globo no PR é alvo de suposta tentativa de atentado a bomba

Entidades emitiram nota de repúdio à "atitude de terroristas que tentam ferir o direito à informação"

Por Rafael Guedes
Foto: Sindijor Norte PR
O site 'TV Pop', da 3 2 Zoom Produtora, de Brasília (DF), reporta que na tarde deste sábado (6) uma bomba foi deixada na entrada da sede da Rede Paranaense de Comunicação (RPC) de Maringá. Segundo o jornalista André Almenara, ouvido pelo veículo, a emissora foi evacuada e o Corpo de Bombeiros foi acionado na tarde do mesmo dia. 

De acordo com o 'TV Pop', o artefato estaria pendurado em uma árvore situada em frente ao prédio da afiliada da Globo. O site informa ainda que a Polícia Militar (PM) desarmou o explosivo no mesmo dia e que acredita que realmente se tratasse de bomba. O objeto foi levado pelos agentes para ser periciado no departamento da polícia especializada, em Curitiba. 

O veículo lembra também que, em 2011, a sede da empresa já havia sido alvo de ação criminosa, quando foi atingida por 15 disparos de arma de fogo na madrugada. A reportagem do 'TV Pop' entrou em contato com o Corpo de Bombeiros de Maringá, que informou não poder se manifestar sobre o caso. Até o momento, a RPC também não se manifestou sobre o assunto. 

Repúdio

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Norte do Paraná (Sindijor Norte PR) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) emitiram nota de repúdio neste domingo (7) lamentando "a atitude de terroristas inconsequentes que tentam ferir o direito à informação de toda a população ao terem atacado a sede da RPC Maringá". Leia a nota aqui





 
Notícias Relacionadas »