15/09/2021 às 09h51min - Atualizada em 15/09/2021 às 09h51min

Associação de moradores pede implantação do programa ‘Cata Treco’ em PG

Realidade em várias cidades do país, programa ajuda no combate à poluição e à proliferação de doenças

Da redação
Foto: Reprodução
A Associação de Moradores Rio Verde Núcleo Pitangui protocolou um ofício, junto à prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt (PSD), solicitando a implantação do programa ‘Cata Treco’ no município. Segundo o presidente da entidade, Fabio Silva, a solicitação é resultado de uma preocupação com o grande número de descartes irregulares em terrenos, arroios e rios. 

Implantado em várias cidades do país, o ‘Cata Treco’, de acordo com Silva, tem apresentado números positivos no combate ao descarte irregular. “O programa é um instrumento que propicia ganhos em diversos sentidos, seja de forma individual, aos moradores que se utilizam dele, ou mesmo de forma coletiva, ao beneficiar a cidade no combate ao descarte irregular e até para eliminar os riscos de doenças que se proliferam em ambientes insalubres”, explica. 

Como funciona 

Vinculado à coleta seletiva, o programa seria responsável por coletar resíduos volumosos inúteis gerados nas residências. Os moradores poderiam solicitar gratuitamente, por meio de agendamento através de telefone, site da Prefeitura ou aplicativo, a retirada dos objetos a serem descartados. Após o agendamento, o responsável se deslocaria até a residência e retiraria os objetos. “Essa é a nossa tentativa de contribuir, junto ao Poder Executivo, no combate à poluição do meio ambiente”, aponta Silva.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!