20/09/2021 às 09h11min - Atualizada em 20/09/2021 às 09h11min

Após oito meses de internação, motorista de aplicativo de PG morre de COVID-19

Ponta-grossense de nascimento, vítima residia na região do bairro Colônia Dona Luiza e deixa três filhos

Da redação
Foto: Reprodução
O motorista de aplicativo Johny Querotti de Souza (foto), mais conhecido como Johny Tigrão, morreu neste sábado (18), aos 42 anos, por complicações decorrentes da COVID-19. Souza estava internado no Hospital Universitário da Universidade Estadual de Ponta Grossa (HU-UEPG), onde se tratava da doença desde fevereiro, de acordo com familiares. 

Ponta-grossense de nascimento, Souza residia na região do bairro Colônia Dona Luiza e deixa três filhos, Natan (13), Eliabe (7) e João Francisco (5). O corpo do motorista foi sepultado no cemitério Parque Jardim Paraíso às 19h deste domingo (19).

Luta diária 

A morte de Souza, um dos membros mais antigos do grupo Caveiras PG, gerou uma onda de comoção entre familiares, amigos e colegas nas redes sociais. O supervisor do grupo, Willian Mikoszewski, noticiou o falecimento e lamentou a partida do colega. “Com pesar informamos o falecimento do nosso amigo e cadete Johny Tigrão, que há meses vinha enfrentando uma luta diária contra a COVID-19. Descansou. Deixará muita saudade, com o seu entusiasmo e sorriso contagiante”, escreveu. 

“Vamos sentir a sua falta, primo. Lutou muito, eu sei. Na última conversa que tivemos, antes de ser hospitalizado, me disse que Deus tinha um propósito para você, e Ele tem, eu sei. Descanse em paz, meu primo”, publicou um parente. “Um cara ‘responsa’. Falava de amor ao próximo. Deus o receba, amigo, em Sua glória”, comentou um amigo.

Além de atuar como motorista de aplicativo, Souza era envolvido com a cena do funk carioca em Ponta Grossa, fazendo parte da equipe de som automotivo Apimentados. 

Não foi o único 

Souza não foi o único motorista de aplicativo da cidade a morrer neste final de semana. Por volta das 7h45 de ontem, Claudimir dos Santos Pinheiro, mais conhecido como Cau Pinheiro, morreu, aos 40 anos, em um trágico acidente no quilômetro 210 da BR-373, na região do município de Ipiranga. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o automóvel dirigido por Pinheiro, um Nissan Versa, seguia sentido Guarapuava – Ponta Grossa quando o motorista perdeu o controle do veículo, invadiu a faixa contrária e bateu de frente contra um caminhão Volvo FH, com placas de Paranaguá, que seguia sentido interior do estado.

De acordo com a PRF, Pinheiro morreu no local. O condutor do caminhão não sofreu lesões e foi submetido a teste de bafômetro, cujo resultado deu negativo para a ingestão de álcool.

Pinheiro deixa a convivente, Evelaine, e os filhos Natan Gabriel (16), Talita (15) e Emanuelly (6). O corpo do motorista será sepultado no cemitério Parque Jardim Paraíso, às 14h desta segunda-feira (20).

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!