27/09/2021 às 17h21min - Atualizada em 27/09/2021 às 17h21min

Com o aumento no preço da gasolina, ponta-grossenses adotam a bicicleta como meio de transporte

Além de aliviar o bolso, veículo proporciona maior rapidez e liberdade em um trânsito cada vez mais caótico

Da redação
Foto: Reprodução
Com um aumento de 35% no preço da gasolina somente em 2021, muitas pessoas estão procurando meios alternativos para se deslocar pelas cidades. Enquanto uns escolhem andar a pé, outros preferem trocar o automóvel pela bicicleta. Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira do Setor de Bicicletas, as vendas desse meio de transporte tiveram uma alta de 34,17% no primeiro semestre deste ano.

O médico neurologista Marcelo Rezende, que atende em Ponta Grossa, é um exemplo de quem decidiu adotar um meio de transporte mais econômico. Rezende conta que a bicicleta entrou em sua vida como uma forma de mudança de hábitos. “Em 2016, eu e a minha esposa começamos um movimento para melhorar a nossa saúde. Começamos com caminhada, corrida e depois passamos a participar de pedais nos finais de semana”, relata.

Ao experimentar a vida sobre duas rodas, o médico sentiu benefícios na rotina, na saúde e, principalmente, no bolso. De acordo com ele, a bicicleta proporciona não só economia no combustível, mas também na manutenção e nos impostos relacionados aos automóveis. “A gente vendeu o carro, então todas as despesas relacionadas a um automóvel diminuíram, como imposto, combustível… Tudo isso diminuiu”, aponta.

Considerando o aspecto financeiro importante, Rezende reforça que os benefícios, ao mesmo tempo, são gerais. “Há também a questão da saúde e bem-estar, por já contar como uma prática de exercício física diária, e a questão ecológica, de gerar menos poluição e menos impacto ambiental”, completa. 

Rapidez e liberdade 

Além da economia e da qualidade de vida, fatores como rapidez e liberdade no deslocamento também têm levado muitos brasileiros trocarem o automóvel pela bicicleta em um trânsito cada vez mais caótico e congestionado.
O aumento de investimento em infraestrutura e na malha cicloviária também são fatores fundamentais para essa mudança. Um estudo divulgado pela Betway, empresa de apostas esportivas, mostra que o número de ciclofaixas e ciclovias aumentou 133% nos últimos quatro anos no Brasil, com destaque para as cidades de grande e médio porte, como Ponta Grossa.

Percebendo a mudança de hábitos de uma parte significativa da população, diversas empresas têm pensado em estratégias para atrair esse público e ajudar a construir um mundo com mais qualidade de vida. Em Ponta Grossa, por exemplo, a Lojas MM lançou a campanha ‘Pegue Sua Bike’, idealizada para estimular o uso de bicicletas como meio de transporte, trazendo mais economia e saúde à população.

Segundo pesquisa da Organização Não-Governamental (ONG) Transporte Ativo, 42,9% da população entrevistada considera que deixar de perder horas preso no trânsito é a principal motivação para adotar a bicicleta como principal meio de transporte.


Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!