07/10/2021 às 13h39min - Atualizada em 07/10/2021 às 13h39min

Plauto e Santa Casa apresentam projeto do Hospital do Câncer a Beto Preto

Secretário afirmou que os recursos para a primeira fase do Hospital já estão garantidos e serão liberados assim que os órgãos técnicos aprovarem o projeto

Da assessoria
Foto: Divulgação
O deputado Plauto Miró Guimarães (DEM) e a diretoria da Santa Casa de Ponta Grossa, representada pelo provedor Flávio Kaiber, o dr. Rogério Clemente e a gerente de desenvolvimento institucional, Marcela Mendes, apresentaram o projeto do Hospital do Câncer para o secretário estadual da Saúde, Beto Preto. 

O secretário afirmou que os recursos para a primeira fase do Hospital já estão garantidos e serão liberados assim que os órgãos técnicos aprovarem o projeto. A expectativa é de que tudo seja concluído até dezembro.
 
“Vamos trabalhar juntos! Esse é o primeiro passo para a consolidação do Hospital do Câncer. Temos a boa vontade do governador Ratinho Júnior, que está regionalizando o serviço de saúde, a experiência da Santa Casa com mais de 100 anos de prestação de serviços e o apoio constante do deputado Plauto para construir um grande hospital”, declarou o secretário. 

São necessários R$ 12 milhões para construir o hospital. De acordo com Plauto, quase a totalidade das emendas a que tem direito em 2021 – cerca de R$ 6 milhões – vai ser direcionada para a Santa Casa de Ponta Grossa, responsável pelo projeto. “Estou cumprindo meu mandato para servir à população! Contribuir com a melhoria de vida das pessoas é o meu dever e minha missão”, afirmou Plauto. 

Dados da própria Santa Casa mostram aumento considerável nos atendimentos oncológicos nos últimos cinco anos.  Em 2016 eram em média 919 consultas ao mês. Em 2021, esse número passou para 1.261 consultas mensais.

As sessões de quimioterapia também estão mais numerosas: saltaram de 489 em 2016 para 661 ao mês em 2021, crescimento de 35%. Já as cirurgias oncológicas que, na média, eram de 78 ao mês, hoje chegam a 109.
 
Para o provedor da Santa Casa, o projeto do novo hospital vai humanizar o atendimento, dar mais conforto e ampliar a capacidade de atendimento para uma região com mais de um milhão de habitantes. “Está tudo muito bem encaminhado. Só temos a agradecer ao governo e ao deputado pela parceria na concretização deste sonho”, destacou Kaiber. 


Estrutura

O Hospital do Câncer contará com 18 consultórios médicos, 23 leitos e oito poltronas para quimioterapia e ainda seis leitos de observação em duas salas destinadas às emergências. Haverá também nove salas de assistência, que serão usadas para orientações, triagem, coleta de exames, curativos e procedimentos simples.  

Está prevista uma área de hemodiálise com capacidade para 43 pessoas, com sala de emergência, dois consultórios e dois leitos de observação. Até um restaurante e um espaço ecumênico serão construídos, além de rouparia, vestiários e ambiente administrativo. 

Notícias Relacionadas »