11/10/2021 às 09h29min - Atualizada em 11/10/2021 às 09h29min

Repórter é agredido por policial militar em PG: "Baixa a bola, filho da p***"; veja vídeo

Em nota, a Polícia Militar afirma que todos os fatos apontados na denúncia receberão "debruçada apuração e análise"

Da redação
Foto: Reprodução
Um soldado da Polícia Militar (PM) é acusado de ter agredido o jornalista Igor Rugilo, do portal ‘MZ Notícia’, no cruzamento da rua Dr. Penteado de Almeida com a rua Prefeito Brasílio Ribas, no Centro de Ponta Grossa, por volta das 17h deste domingo (10).

Rugilo afirma que cobria uma ocorrência nas proximidades quando o soldado teria se dirigido até ele e pedido, de modo truculento, que respeitasse o cordão de isolamento. O jornalista teria respondido que não avançara sobre a faixa e que faria apenas uma filmagem antes de sair do local.

Ao empunhar a câmera para realizar a gravação, o soldado, segundo Rugilo, teria avançado em sua direção e expulsado o repórter do local sob empurrões, tapas e ofensas. Através das imagens gravadas pelo jornalista, é possível observar o momento mais crítico da confusão. 

Após forçar o afastamento do repórter, o soldado desfere um tapa contra o seu rosto, fazendo com que os seus óculos caiam e se quebrem, e volta a empurrá-lo, enquanto diz: “Tá pensando que tá falando com quem? (…) Se não se identificou, saia de perto do isolamento. (…) Baixa a bola, filho da p***.” 

O jornalista afirma que, antes de fazer as imagens, informara ao soldado que é profissional da imprensa. Além disso, o repórter ressalta que não ofereceu resistência às ordens do policial e que, apesar disso, foi agredido física e verbalmente.   

Rugilo relata que tentou realizar o Boletim de Ocorrência (BO) já no local, mas os policiais teriam se recusado a registrar a denúncia. Segundo o jornalista, ele só conseguiu formalizar a denúncia horas depois, na 1ª Companhia de Polícia Militar do Parque Ambiental.

Em nota divulgada à imprensa na manhã de hoje (11), o 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM) informa que “todos os fatos apontados na denúncia receberão debruçada apuração e análise, fundamentadas no devido processo legal vigente na corporação”. 


Confira imagens gravadas pelo repórter (se preferir, vire o celular na horizontal para uma melhor visualização)


Notícias Relacionadas »