20/10/2021 às 14h30min - Atualizada em 20/10/2021 às 14h30min

Prefeitura de PG oferece benefícios para quem contratar pessoas sem experiência

Veja o relato de um empresário que resolveu dar uma chance a quem não tinha registro na Carteira de Trabalho

Da assessoria
Foto: Divulgação
A Prefeitura de Ponta Grossa busca empresas para aderirem ao Programa Municipal Primeiro Emprego. A iniciativa, lançada em agosto, oferece benefícios fiscais para empresários contratarem colaboradores que não tiveram registro na Carteira de Trabalho. O incentivo fiscal será de 40% do salário mínimo, por mês, por colaborador contratado, que será deduzido do valor de tributos municipais do ano subsequente. Das 200 vagas que serão subsidiadas pelo município, até o momento, apenas nove foram disponibilizadas, por duas empresas da cidade.

Leonardo Puppi Bernardi é empresário do setor madeireiro. Sua empresa contratará, de uma vez só, quatro pessoas para as funções de almoxarife, de separador de pedidos e para auxiliar industrial, com duas vagas. Segundo ele, a experiência será um aprendizado, pois era de costume contratar trabalhadores a partir de 25 anos e, em alguns casos, a partir de 30 anos. “Contratar jovens de 18 a 24 anos é um desafio, ainda mais considerando a falta de experiência. Porém, entendemos que isso será benéfico, não apenas para a empresa pelo incentivo fiscal, mas também para uma mudança na cultura organizacional, pensando no futuro. E isso sem contar com a contribuição para o mercado de trabalho, que terá profissionais preparados mais cedo”, disse o empresário.

“Em 2021, no início de agosto, a Prefeitura lançou o Prompe, divulgando para os empresários as vantagens de aderirem ao Programa. No entanto, mesmo assim a adesão está muito pequena. Até o momento duas empresas aderiram e apenas nove vagas foram liberadas, sendo quatro em uma empresa e cinco em outra”, disse o secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional (SMICQP), José Loureiro, que confessa que esperava uma adesão maior do empresariado, considerando as vantagens oferecidas pela contratação de jovens para o primeiro emprego. 

Loureiro explica que, para as empresas cadastradas no PROMPE, serão concedidos créditos exclusivamente para quitação de tributos municipais como IPTU (sobre imóvel próprio ou locado pela empresa); ITBI (para aquisição de imóvel para a empresa); bem como para a Taxa de Fiscalização de Funcionamento do estabelecimento. Devido aos benefícios fiscais, o número de vagas para cada exercício será definido pela Secretaria Municipal da Fazenda e não poderá ultrapassar o número de 500 trabalhadores beneficiados ao mesmo tempo por ano. Para 2021, está sendo trabalhado para gerar até 200 vagas de empregos nestes moldes. “O benefício fiscal está R$ 440,00 por trabalhador mensal e R$ 5.280,00 por ano, por colaborador contratado pelo Programa”, ressalta o secretário municipal.
 
Para aderir ao PROMPE

As empresas interessadas devem cadastrar-se na Coordenadoria de Desenvolvimento Industrial, Comercial e Tecnológico da SMICQP, através do endereço eletrônico a ser disponibilizado na página da Prefeitura Municipal de Ponta Grossa na internet. Saiba mais aqui

Notícias Relacionadas »