11/03/2021 às 15h23min - Atualizada em 11/03/2021 às 15h23min

Câmara aprova PEC para retomada do auxílio emergencial

Deputados ainda precisam analisar sugestões para suprimir pontos específicos do texto

Da redação, com informações do 'G1'
Divulgação / AEN
Na tarde desta quinta-feira (11), a Câmara dos Deputados aprovou, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que possibilita a retomada do pagamento do auxílio emergencial e que prevê mecanismos para evitar o descontrole dos gastos públicos. 

O placar final foi de 366 votos a favor, 127 contra e três abstenções, mas, de acordo com informações do ‘G1’, para concluir a votação os deputados ainda precisam analisar destaques (sugestões) para suprimir pontos específicos do texto.

Na madrugada da última quarta-feira (10), o texto-base havia sido aprovado e concluído na madrugada desta quinta-feira (11). Logo em seguida, os parlamentares iniciaram a análise em segunda discussão. 

Ainda de acordo com o ‘G1', a proposta, agora aprovada, não detalha valores, duração ou condições para o novo auxílio emergencial, que terão de ser definidos em outro texto.

Valores

Na última segunda-feira (8), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o novo auxílio emergencial deve ficar entre R$ 175 e R$ 375. Por outro lado, a equipe econômica do governo defende o valor de R$ 200 e parlamentares propõem pelo menos R$ 300.

Redução

O Governo Federal deseja reduzir o número de beneficiários pela metade, distribuindo o benefício para cerca de 32 milhões de brasileiros. 

Notícias Relacionadas »