12/03/2021 às 08h28min - Atualizada em 12/03/2021 às 08h28min

​Prefeitura de PG amplia UBS com atendimento exclusivo para casos suspeitos de COVID-19 e sintomas gripais

Pacientes com sintomas respiratórios ou suspeita de COVID-19 devem dirigir-se às unidades de referência ou entrar em contato com o call center

Da assessoria
Foto: Divulgação / PMPG
Ponta Grossa vive um dos momentos mais delicados da pandemia de covid-19 desde o início dos casos no Município. Com saturação na capacidade de atendimento da rede pública e privada de saúde na cidade, autoridades participaram hoje de uma coletiva com a prefeita Elizabeth Schmidt para detalhar o cenário da pandemia em Ponta Grossa. Até o momento, foram registrados mais de 24 mil casos, com cerca de 15 mil recuperados e mais de 400 óbitos. Neste momento, os leitos clínicos e de UTI da rede pública e privada estão ocupados, tanto para casos de covid-19 como para demais urgências e emergências.

"Nosso alerta hoje é para uma situação de colapso assustadora, pois no atual ritmo de contágio e agravamento dos casos, com a escassez de meios para atendimento a essa demanda, teremos dias de grande tristeza e dor, com aumento significativo no número de mortos, em nossa cidade e região. Estamos atuando em três frentes distintas, ao mesmo tempo: imunização, prevenção e atendimento", detalhou a prefeita.

Com saturação da capacidade de atendimento da UPA Santa Paula, que está fechada para novos pacientes, a Prefeitura vai ampliar as UBS com atendimento exclusivo para casos suspeitos e sintomas gripais. Hoje já são três Unidades de referência para atendimento de casos leves (Luiz Conrado Mansani/Romulo Pazinato/Cyro de Lima), que atendem até as 21h, de segunda a sexta-feira. A partir de segunda-feira (15), estas Unidades atenderão até as 19h, abrindo-se uma quarta unidade na Santa Paula, Egon Roskamp,  também das 8h às 19h.

Neste momento os pacientes com sintomas respiratórios ou suspeita de covid, devem dirigir-se às Unidades de referência, ou entrar em contato com o Call Center, das 8h às 17h, no 3220-1019, com atendimentos em telemedicina. Os demais casos devem procurar suas UBS de referência.

"O momento é bastante delicado, pois a rede de saúde está saturada não só para casos de covid-19, mas qualquer outro tipo de urgência e emergência. Temos que ter em mente que apenas decretos não solucionam as problemáticas, o que precisamos é da conscientização de todos para atender ao que está sendo constantemente alertado. Com o fechamento da UPA Santa Paula, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) está direcionando os pacientes para as Unidades de Saúde com atendimento exclusivo para pessoas suspeitas ou confirmadas de COVID", explica o secretário de Saúde, Rodrigo Manjabosco.

Dessa forma, o atendimento de casos suspeitos e confirmados está sendo feito nas UBS exclusivas; a UPA Santa Paula não está recebendo novos pacientes; o Hospital Municipal está concentrando demais casos clínicos e de traumas. A vacinação também vem sendo ampliada conforme a disponibilização de doses pelo Governo do Estado, somando já mais de 18 mil doses aplicadas na cidade.

Notícias Relacionadas »