17/11/2021 às 14h49min - Atualizada em 17/11/2021 às 14h49min

Advogados de PG realizam ato de desagravo em frente ao 1° Batalhão de Polícia Militar

Ato público é em favor de advogados que tiveram as suas prerrogativas violadas por policiais militares durante o exercício profissional

Da assessoria
Foto: Divulgação
A Ordem dos Advogados do Brasil de Ponta Grossa (OAB-PG) cumpre desagravo nesta sexta-feira (19), às 10h30, em frente ao 1° Batalhão de Polícia Militar do Paraná. O ato público em favor dos advogados que tiveram suas prerrogativas violadas por policiais militares durante o exercício profissional, Letícia Pacher e José Vilmar Tozetto Junior, contará com a presença de representantes da OAB-PR e Subseção de Ponta Grossa para a leitura do documento.   

A presidente da OAB Ponta Grossa, Rubia Carla Goedert, defende a tomada de ações mais enérgicas contra situações de violação de prerrogativas dos advogados e direitos do cidadão como a experienciada pelos profissionais, manifestando a solidariedade da classe ao advogado. “Repudiamos qualquer violação de direitos garantidos na Constituição Federal. O direito do exercício de advogar impõe às autoridades civis e militares a observância do tratamento digno à advocacia”, fala.

Ela diz ainda que os constrangimentos não atingiram somente os dois profissionais, mas toda classe.  “Manifestamos absoluto repúdio a condutas como as dos policiais. Toda a advocacia paranaense faz um brado no sentido de que as autoridades públicas cumpram os seus deveres, que tenham em mente que estão a serviço da população e que o que deve orientar suas atitudes são os valores previstos na Constituição. Repudiamos o ato ao mesmo tempo em que manifestamos nossa solidariedade aos colegas”, conclui.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!