23/11/2021 às 10h37min - Atualizada em 23/11/2021 às 10h37min

Morte de mulher em apartamento de PG é investigada pela Polícia Civil

Designer de interiores tinha 38 anos de idade e deixa um filho de oito anos

Da redação
Foto: Reprodução
A morte da designer de interiores Silvia Silva Miró, encontrada morta em seu apartamento na noite do último do domingo (21), está sendo investigada pela Polícia Civil de Ponta Grossa.

O corpo de Silvia, segundo o Corpo de Bombeiros / SIATE, foi encontrado no banheiro do apartamento onde ela morava, na rua Leopoldo Miques, região da vila Estrela, sem lesões aparentes. “Ela estava sentada no banheiro, sem lesões”, relatou um socorrista ao '
MZ Notícia'.

Em virtude da forma como o corpo foi localizado, o Corpo de Bombeiros registrou a ocorrência como “Queda de mesmo nível”, indicando que a morte pode ter sido causada por um acidente doméstico. O Boletim de Ocorrência foi protocolado diretamente na 13ª Subdivisão Policial (13ª SDP).

De acordo com o delegado Fernando Jasinski, da 13ª SDP, o corpo não exibia sinais de violência ou de suicídio. “Não foi possível identificar a causa da morte, mas a investigação aponta, neste momento, para um possível mal súbito, o que será confirmado por meio de laudo”, explicou Jasinski ao ‘dcmais’. 

Conforme informações apuradas com testemunhas, no dia do falecimento, Silvia teria passado o domingo em um rio, na companhia de amigos, e retornado ao apartamento normalmente.


Natural de Içara (SC), ela tinha 38 anos de idade e deixa um filho, Cauã, de oito anos. O corpo da designer foi sepultado no cemitério Parque Jardim Paraíso, em Ponta Grossa, às 9h desta terça-feira (23). 
Notícias Relacionadas »