28/11/2021 às 15h12min - Atualizada em 28/11/2021 às 15h12min

Grupo que auxilia no resgate de gatos abandonados reforça a importância de adoções e voluntariado em período de fim de ano

Arrecadação será destinada para compra de ração, produtos de limpeza, remédios e outras demandas necessárias

Da assessoria
Foto: Gabriel Ramos de Lima
O projeto Grupo de Auxílio aos Resgatinhos (GARPG), que atua no resgate e proteção de gatos em situação de risco e abandono está promovendo uma ação para a arrecadação de verba, destinada a compra de ração, produtos de limpeza, remédios e outras demandas necessárias para o bem-estar dos animais. Esta ação conta com a parceria das casas de show Cavan77 e Baicu-BO e também do grupo Gataria.

Segundo Mayara Longuini, coordenadora de arrecadação do GARPG esta ação se divide em duas etapas principais. Primeiro, no dia 24 de dezembro ocorre uma festa na Cavan77 (Rua Avenida Bonifácio Vilela, 547 – Centro), onde a cada peça de roupa doada, a pessoa recebe uma dose de bebida (shot) grátis. Com as roupas arrecadadas, será realizado um bazar em janeiro, organizado pelo grupo Gataria na Baicu-BÖ (Rua Comendador Airton Plaisant, 607 - Centro), no qual os lucros obtidos serão revertidos para as compras necessárias para os felinos.

Mayara comenta que a rifa realizada em outubro teve um resultado muito bom, agradecendo tanto às pessoas que compraram quanto às empresas parceiras que forneceram prêmios para serem sorteados. Segundo ela, são planejadas ações de arrecadação tanto de maneira virtual, como a rifa realizada pelo Instagram, mas também ações presenciais, como o bazar e outras que estão sendo planejadas para o natal.
Além das ações de apoio financeiro, os responsáveis pelo GARPG não deixam de reforçar a importância de adoções e da entrada de novos voluntários. “Apesar da dificuldade em doar gatos neste período de fim de ano, conseguimos fazer uma quantidade boa de adoções, foram sete em novembro, e o mês ainda não terminou. Mas todas as adoções responsáveis de gatos adultos são sempre mais difíceis.” comenta Rafaelly do Nasimento, responsável pela coordenação de adoções.

Segundo ela, o período de fim de ano é uma época mais difícil para o projeto, já que muitos voluntários atuantes programam viagens pessoais, e possíveis novos ajudantes esperam passar as festas, para então iniciar o programa de voluntariado. As adoções também são reduzidas, devido ao mesmo motivo, mas também referente ao fato de que muitas pessoas preferem adotar filhotes, e com o passar do fim de ano o número destes aumenta. Rafaelly ressalta a importância de que os interessados realizem a adoção ou se voluntariam mesmo em períodos de final de ano, momento tão necessário para o projeto.

Link
Notícias Relacionadas »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Fale com NCG News!