13/03/2021 às 19h24min - Atualizada em 13/03/2021 às 19h24min

Vice-reitor da UEPG defende que as vidas são mais importantes que as contas públicas

Da redação
Foto: Divulgação
O vice-reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e ex-diretor do Hospital Universitário (HU), Everson Krum, usou as suas redes sociais na noite deste sábado (13) para afirmar que, no combate à pandemia da COVID-19, as vidas são mais importantes que o saldo positivo do estado ou a “qualidade” das contas públicas.

“Desde o começo da pandemia, tenho visto a criação de discussões, como, por exemplo, saúde x economia. A mais nova é a contraposição entre ‘lockdown’ x contas públicas. No atual estágio caótico da pandemia, não faz sentido fazer esse tipo de discussão”, argumenta Krum, ressaltando que o Brasil vive um momento se exceção que se assemelha, na visão dele, a uma guerra tanto no quesito sanitário (escassez de leitos) quanto no econômico (o chamado esforço de guerra).

Na concepção do vice-reitor, economicamente todos vão sair perdendo. “TODOS”, reitera, em caixa alta. O que cabe agora, segundo Krum, é o estado agir rapidamente para ajudar os mais carentes e para que parte da sociedade, mais estável economicamente e com renda garantida, se solidarize em ajudar o cidadão que ficará em casa e sem renda.

“Só assim salvaremos vidas. Afinal, são VIDAS QUE IMPORTAM [sic] e não o superavit do estado ou a ‘qualidade’ das contas públicas”, conclui. 

Leia a seguir a publicação de Krum na íntegra: 


Notícias Relacionadas »