07/12/2021 às 17h18min - Atualizada em 07/12/2021 às 17h18min

Polícia prende suspeito de ser o responsável por assassinato de homem em PG

Preso relatou aos policiais a sua versão dos fatos; Polícia Civil considera relato "contraditório"

Da redação
Foto: Reprodução
A Polícia Civil do Paraná (PCPR) identificou e prendeu o suspeito de ser responsável pelo homicídio de Cristian Luiz de Oliveira Rosas (foto), morto a golpes de faca e disparos de arma de fogo na madrugada desta terça-feira (7) na rua República do Panamá, região do bairro da Ronda, em Ponta Grossa. 

Segundo a PCPR, a corporação foi acionada por equipes do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) após estas verificarem haver um homem caído em via pública, apresentando ferimentos. Chegando ao local, os policiais coletaram as primeiras informações e identificaram, pelos vestígios e marcas de sangue, o local onde supostamente os fatos ocorreram. Em seguida, a PCPR identificou e prendeu em flagrante o suspeito, que residia a alguns metros das marcas de sangue.

O preso relatou aos agentes que, em datas anteriores, Oliveira Rosas teria mexido com a sua esposa e que, nesta madrugada, teria batido na porta de sua casa muito alterado e empunhando um facão, passando a agredi-lo, tendo então revidado as agressões. Afirmou ainda que a vítima teria deixado o local e, em seguida, retornado armada, realizando um disparo de arma de fogo contra o preso, tendo a arma falhado no segundo disparo. Então, o suspeito teria derrubado a vítima de um barranco, não tendo mais visto o que aconteceu, afirmando haver várias pessoas na rua.

“Além das contradições existentes na versão apresentada pelo preso, percebeu-se que o suspeito estava com marcas de sangue e, inclusive, vestia duas camisetas”, afirma o delegado-chefe da 13ª Subdivisão Policial (13ª SDP), Nagib Nassif Palma. Diante dos fatos, o suspeito de 32 anos foi preso em flagrante pela prática de homicídio e encontra-se à disposição da Justiça.

Vítima

Segundo informações publicadas nas redes sociais, Cristian Luiz Oliveira Rosas era acadêmico do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Sagrada Família (FASF), atuou como pastor de uma igreja evangélica e trabalhava como auxiliar administrativo em uma cooperativa na região dos Campos Gerais.

Nas redes sociais, amigos, parentes e “irmãos” de fé publicaram mensagens de luto e despedida. “Um, amigo, irmão… Nem acredito que foi dessa forma… Só tenho a agradecer a Deus pelo que aprendi com ele… A saudade vai ser grande. Estou de luto”, escreveu um amigo em seu perfil no Facebook.

Notícias Relacionadas »