08/12/2021 às 10h00min - Atualizada em 08/12/2021 às 10h00min

Justiça solta suspeito de ser o responsável pelo assassinato de ex-pastor em PG

Acusado ficou cerca de 12 horas detido e responderá pelo crime em liberdade provisória

Da redação
Foto: Reprodução
O suspeito de ser o responsável pelo assassinato de Cristian Luiz de Oliveira Rosas (foto) foi preso nesta terça-feira (7) e liberado pela Justiça no mesmo dia após realização de audiência de custódia. O advogado do suspeito, Renato Tauille, alegou que o acusado, de 32 anos, agiu em legítima defesa, motivo pelo qual a juíza do caso concedeu a soltura do indivíduo, que responderá pelo crime em liberdade provisória. “Argumentamos na justiça a legítima defesa, visto que a vítima foi até a residência com uma faca e depois voltou com uma arma de fogo. Basicamente foi esse o nosso pedido pela soltura. A juíza acolheu esse entendimento”, relatou Tauille ao ‘dcmais’. 

Segundo a Polícia Militar (PM), Oliveira Rosas foi morto a golpes de faca e disparos de arma de fogo na rua República do Panamá, região do bairro da Ronda, em Ponta Grossa, por volta das 3h de ontem. Detido na tarde do mesmo dia, o suspeito afirmou à Polícia Civil que, em datas anteriores, Oliveira Rosas teria “mexido” com a sua esposa e que, momento antes do crime, teria batido na porta de sua casa “muito alterado” e empunhando um facão, passando a agredi-lo, tendo então revidado as agressões. Afirmou ainda que a vítima teria deixado o local e, em seguida, retornado armada, realizando um disparo de arma de fogo contra o preso, tendo a arma falhado no segundo disparo. Então, o suspeito teria derrubado a vítima de um barranco, não tendo mais visto o que aconteceu.

O delegado da 13ª Subdivisão Policial (13ª SDP), Fernando Jasinski, considerou a versão do acusado “contraditória”. “Além das contradições existentes na versão apresentada pelo preso, percebeu-se que o suspeito estava com marcas de sangue e, inclusive, vestia duas camisetas”, afirmou Jasinski em nota divulgada à imprensa.

Vítima

De acordo com informações publicadas nas redes sociais, Cristian Luiz Oliveira Rosas era acadêmico do curso de Ciências Contábeis da Faculdade Sagrada Família (FASF), trabalhava como auxiliar administrativo em uma cooperativa na região dos Campos Gerais e atuou como pastor de uma igreja evangélica. Nas redes sociais, amigos, parentes e “irmãos” de fé publicaram mensagens de luto e despedida. “Um, amigo, irmão… Nem acredito que foi dessa forma… Só tenho a agradecer a Deus pelo que aprendi com ele… A saudade vai ser grande. Estou de luto”, escreveu um amigo em seu perfil no Facebook.

Notícias Relacionadas »