17/03/2021 às 07h50min - Atualizada em 17/03/2021 às 07h50min

"Poderia colocar fogo na minha casa. Isso é inadmissível", diz Elizabeth sobre tentativa de intimidação ​

Secretário estadual de Infraestrutura e Logística Sandro Alex pediu proteção à prefeita para o governador Ratinho Júnior

Da redação
Foto: Reprodução
Em participação no programa ‘Nilson de Oliveira’, da rádio Mundi FM, na manhã desta quarta-feira (17), a prefeita de Ponta Grossa, Elizabeth Schmidt, falou sobre a tentativa de ameaça e intimidação que teria sofrido na noite do último domingo (14), após se reunir com lideranças locais em sua casa para falar sobre o novo decreto

"Nós ouvimos aquele som estridente, que parecia uma bateria de fogos [de artifício], e fomos ver o que era. Se fosse um pouco mais para o lado, aquilo poderia colocar fogo na minha casa. Isso é inadmissível. É um absurdo", comentou a gestora. 

De acordo com Elizabeth, ela vem sendo alvo de hostilizações desde o dia da reunião. "Ontem um carro passou perto da minha casa e gritou: 'Vá trabalhar, vagabunda. Pare de fazer festa'", revelou, informando ainda
 que a sua residência já se encontra sob policiamento. "Eu estou trabalhando para salvar a vida das pessoas, inclusive a vida dessas pessoas que estão fazendo isso", acrescentou. 

Confira aqui as imagens da intimidação. 

Proteção

Participando do programa no mesmo horário, o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, informou que solicitou proteção à prefeita para o governador Ratinho Júnior. "O Paraná tem a obrigação de defender a prefeita. E você [ouvinte] também", comentou Marcelo Rangel, irmão do secretário e ex-prefeito de Ponta Grossa. Sandro afirmou que também vai acionar a Guarda Civil Municipal (GCM)

Atentado 


Exibidas no programa por volta das 7h50 desta quarta, as imagens do suposto atentado mostram um homem que se aproxima do portão da residência da prefeita, acende alguns artefatos semelhantes a fogos de artifício e os joga dentro da casa, fugindo em seguida.  
Notícias Relacionadas »