17/03/2021 às 16h12min - Atualizada em 17/03/2021 às 16h12min

​VCG diz que não conseguirá pagar segunda parcela dos salários

Concessionária afirma que recebeu com preocupação a decisão de interromper totalmente o serviço de transporte coletivo

Da redação
Reprodução / Redes Sociais
 A Viação Campos Gerais (VCG) divulgou nota oficial, na tarde desta quinta-feira (17), afirmando receber com "preocupação" a suspensão das atividades de transporte coletivo durante o prazo de dez dias, conforme estabelecido pelo decreto municipal 18.765. Segundo o comunicado, a interrupção das atividades vai impactar a receita, fazendo com que a empresa não tenha condições de arcar com a segunda parcela dos salários dos colaboradores, prevista para o dia 25 de março.

Confira a nota na íntegra: 

Recebemos com preocupação a decisão de interrupção total do serviço de transporte coletivo.

Sabemos que a situação da pandemia pelo COVID-19 é grave e exige medidas rígidas.

Estamos ainda buscando entender a extensão das repercussões e trabalhando com afinco para a garantia da continuidade de nossa operação, hoje bastante ameaçada e incerta.

Tão logo tenhamos uma posição da Prefeitura a respeito de nossos serviços e, especialmente, sobre o custeio dos custos fixos, o que inclui o pagamento dos salários, informaremos a todos os colaboradores.

Fato é que, tendo em vista a situação da interrupção das atividades da empresa, causando equivalente impacto na receita, a VCG não terá condições de arcar com a segunda parcela dos salários dos colaboradores, prevista para o próximo dia 25.

De nossa parte, estamos trabalhando para continuar operando.

A respeito das atividades de cada colaborador, esclarecemos que, de acordo com o decreto municipal, as atividades da VCG estão paralisadas do dia 18 ao dia 29, período no qual os funcionários não devem comparecer ao trabalho."

Notícias Relacionadas »